Máscaras cirúrgicas e de algodão não filtram efetivamente o SARS-CoV-2!

As máscaras cirúrgicas e de algodão foram consideradas ineficazes na prevenção da disseminação de SARS-CoV-2 a partir da tosse de pacientes com COVID-19. Um estudo realizado em dois hospitais em Seul, Coréia do Sul, descobriu que, quando os pacientes com COVID-19 tossiam em um dos dois tipos de máscara, gotículas de vírus eram liberadas no ambiente e na superfície externa da máscara.

As Máscaras cirúrgicas

Durante a infecção viral respiratória, acredita-se que as máscaras faciais evitem a transmissão, levando os especialistas em saúde a recomendar seu uso durante a pandemia de COVID-19. Com a escassez de máscaras N95 e cirúrgicas, que demonstraram impedir a propagação do vírus influenza, as máscaras de algodão ganharam interesse como substituto. No entanto, não se sabe se as máscaras cirúrgicas ou de algodão usadas pelos pacientes com COVID-19 impedem a contaminação do meio ambiente.

Máscaras cirúrgicas e de algodão não filtram efetivamente o SARS-CoV-2Pesquisadores do Asan Medical Center, Faculdade de Medicina da Universidade de Ulsan, em Seul, na Coréia do Sul instruíram 4 pacientes com COVID-19 a tossir 5 vezes cada em uma placa de Petri enquanto usavam a seguinte sequência de máscaras: sem máscara, máscara cirúrgica, máscara de algodão, e novamente sem máscara.

As superfícies da máscara foram esfregadas com cotonetes assépticos na seguinte sequência: superfície externa da máscara cirúrgica, superfície interna da máscara cirúrgica, superfície externa da máscara de algodão e superfície interna da máscara de algodão.

Os pesquisadores descobriram o SARS COV-2 em todas as superfícies. Esses resultados sugerem que as recomendações para usar máscaras faciais para impedir a disseminação do COVID-19 podem não ser eficazes.

_________________________

Este breve relatório de pesquisa foi publicado na versão online do Annals of Internal Medicine.

* “Effectiveness of Surgical and Cotton Masks in Blocking SARS–CoV-2: A Controlled Comparison in 4 Patients” – 2020.

Autores do relatório: Seongman Bae, Min-Chul Kim, Ji Yeun Kim, Hye-Hee Cha, Joon Seo Lim, Jiwon Jung, Min-Jae Kim, Dong Kyu Oh, Mi-Kyung Lee, Seong-Ho Choi, Minki Sung, Sang-Bum Hong, Jin-Won Chung, Sung-Han Kim – 10.7326/M20-1342

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.