Estudo é uma nova promessa para o tratamento da esquizofrenia!

Pesquisas feitas por um psicólogo da Universidade da Geórgia mostram que o direcionamento de um sintoma específico da esquizofrenia tem um efeito positivo em outros sintomas, oferecendo uma promessa significativa para o tratamento da esquizofrenia que atualmente não tem opções farmacêuticas.

Uma promessa no tratamento da esquizofrenia

Uma equipe liderada pelo Dr Gregory Strauss publicou um estudo confirmando que o tratamento bem-sucedido da avolição dos sintomas – motivação reduzida – tem um efeito positivo em outros sintomas negativos da esquizofrenia. Os resultados, foram baseados em um estudo de fase 2b do composto roluperidona desenvolvido pela empresa Minerva Neurosciences, especializada em tratamentos neurológicos.

“Há muita esperança de que o estudo de fase 3 mostre uma melhora semelhante nos sintomas negativos. Este poderia ser o primeiro medicamento que recebe uma indicação de sintomas negativos da esquizofrenia, que talvez seja a maior necessidade no campo da psiquiatria. Seria um benefício monumental para a vida das pessoas com esquizofrenia”, disse o Dr Strauss, professor do Franklin College of Arts and Sciences e um dos autores do estudo.

O Dr Strauss publicou mais de 125 estudos explorando os sintomas da esquizofrenia. Um artigo de 2018 publicado na JAMA Psychiatry demonstrou que os sintomas negativos não são uma construção singular, como já se supõe, mas refletem cinco domínios distintos: avolição; anedonia (prazer reduzido); associabilidade (redução da atividade social); afeto embotado (redução da emoção externamente expressa no rosto e na voz); e alogia (fala reduzida). Cada domínio constitui um alvo de tratamento separado.

Estudos anteriores

Em um estudo de 2019 publicado no Schizophrenia Bulletin, o Dr Strauss procurou identificar qual domínio é mais crítico a ser direcionado em ensaios de tratamento. Ele trouxe os pesquisadores Dr Hiroki Sayama da Universidade de Binghamton e o Dr Farnaz Zamani Esfahlani para conduzir uma análise de rede, uma abordagem matemática avançada do campo da engenharia e da ciência de sistemas complexos.

Historicamente, os pesquisadores analisaram como os sintomas funcionam isoladamente, mas a análise de rede revelou que eles podem ter interações causais dinâmicas entre si. “Mesmo que um medicamento não diminua a gravidade de um sintoma, ele pode ter uma função valiosa na alteração das interações entre os sintomas”, disse o Dr Strauss.

Tratamento da esquizofrenia - Dr Gregory Strauss
Gregory Strauss Crédito: Universidade da Georgia.

Os resultados do estudo indicaram que a avolição é um domínio altamente central no construto de sintomas negativos, sugerindo que os outros sintomas negativos estão fortemente associados a esse domínio e, se for tratado com sucesso, toda a constelação de sintomas negativos poderá melhorar.

O estudo mais recente do Dr Strauss, também publicado no Schizophrenia Bulletin, conduziu uma análise de rede dos dados dos ensaios clínicos da Minerva Neurosciences. No ensaio clínico, a empresa observou que a roluperidona teve uma redução significativa nos sintomas negativos. A análise dos dados da equipe revelou que a avolição era o domínio mais central para o grupo de tratamento ativo, sugerindo que, quando a droga melhorava a avolição, todos os outros sintomas negativos melhoravam como resultado.

“Este estudo sugere que o desenvolvimento futuro de medicamentos deve ter como alvo mecanismos de avolição em particular. Se esse domínio for aprimorado com sucesso, poderá ser possível melhorar todos os sintomas negativos e subsequentemente reduzir a incapacidade funcional”, concluiu o Dr Strauss.

 

_____________________

Os resultados deste estudo foi publicados no Schizophrenia Bulletin.

* “Network Analysis Indicates That Avolition Is the Most Central Domain for the Successful Treatment of Negative Symptoms: Evidence From the Roluperidone Randomized Clinical Trial” – 2020.

Autores do estudo: Gregory P Strauss, Farnaz Zamani Esfahlani, Hiroki Sayama, Brian Kirkpatrick, Mark G Opler, Jay B Saoud, Michael Davidson, Remy Luthringer – 10.1093/schbul/sbz141

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.