Drogas para hepatite C reduzem as mortes relacionadas ao fígado!

Um novo estudo do Centro de tratamento de câncer em Dallas, Texas, EUA, demonstra que as drogas para hepatite C utilizadas atualmente reduzem as mortes relacionadas ao fígado em quase 50% em pacientes com histórico de câncer de fígado.

Estudo mais completo sobre drogas para hepatite C

Muitos médicos acreditavam anteriormente que a hepatite C, por sua nocividade, ativa o sistema imunológico quando infecta o fígado, e o sistema imunológico mantém a recidiva do câncer hepático à distância.

Mas essa noção parece ser falsa. Os cientistas estudaram cerca de 800 pacientes de 31 centros médicos em todo o país e descobriram que as drogas para hepatite C não são apenas seguras, diminuem a morte por cirrose e o câncer de fígado em 46%.

“Não só estes medicamentos são seguros nesta população de pacientes, mas agora demonstramos que eles são úteis. Nosso estudo muda o paradigma de você poderia tratar a hepatite C de um paciente para você deve tratá-lo”, disse o Dr. Carlos L. Arteaga, diretor do Centro de tratamento de câncer em Dallas.

Os estudos prévios agravaram os mal-entendidos da terapia antiviral de ação direta porque, entre outras coisas, falharam em explicar o momento da terapia em relação ao diagnóstico de câncer de fígado, não incluíram um grupo de comparação ou não consideraram adequadamente as diferenças clínicas entre os pacientes.

O novo estudo é uma contribuição significativa porque elimina o caminho para o tratamento medicamentoso benéfico.

“A terapia da hepatite C é tão importante porque fornece uma cura. Você toma medicações orais por dois ou três meses, com um mínimo ou nenhum efeito colateral, e está feito. Você está curado de hepatite C. Há menos de 1% de chance de recaída se você está curado de hepatite C”, disse o Dr Arteaga.

Derrotar a hepatite C é um passo importante porque a infecção pode levar à cirrose – cicatrização do fígado – que pode ser fatal. A cirrose pode aumentar o risco de câncer de fígado, que também pode ser fatal. A cura da hepatite C com antivirais quebra o primeiro elo em uma cadeia mortal de eventos e pode levar à melhora da função hepática entre aqueles que já desenvolveram cirrose.

Drogas para hepatite C reduzem as mortes relacionadas ao fígado

O estudo relata uma maneira bem-vinda, baseada em fatos, de se opor aos efeitos adversos da infecção pelo vírus da hepatite C em vários grupos demográficos. Suas descobertas terão um impacto global sobre a forma como a hepatite C é tratada.

O Dr. Arteaga disse que o estudo também é importante porque o câncer de fígado é mais alto entre a população de baixa renda, e os avanços baseados em pesquisa na redução do câncer em grupos carentes são uma prioridade da OMS.

O estudo foi publicado na revista acadêmica Gastroenterology em 30 de julho.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.