Telemedicina – Tudo que Você Precisa Saber para não Ficar para Trás!

A Telemedicina surgiu através do conceito da tecnologia de telecomunicações, onde as informações são enviadas a distância por sinais eletromagnéticos, os primeiros meios de propagar as informações foram o telégrafo, rádio e o telefone. A telemedicina pode ser definida como o uso da tecnologia de informação e comunicação na saúde, viabilizando a oferta de serviços gerando uma ampliação de atenção e cobertura a pacientes.

A partir do século 20 com o avanço da internet e todos os outros meios de telecomunicações, a medicina começou a utilizar a tecnologia ao seu favor. A telemedicina é a prática médica realizada à distância independente do instrumento utilizado para essa relação, é o monitoramento de pacientes onde há a troca de informações médicas e análises de resultados de exames de forma digital.

Ela compreende a oferta de serviços ligado aos cuidados com a saúde nos casos em que a distância é um fator crítico, tais serviços são fornecidos por profissionais da saúde usando tecnologias de informação e de comunicação.

Para o intercâmbio de informações válidas para diagnósticos, prevenção e tratamento de doenças, ela promove o uso da tecnologia da informação e para o desenvolvimento da prática médica a distância.

A telemedicina surgiu da necessidade de atender pessoas que residem em lugares remotos de difícil acesso à saúde, onde a saúde é precária, onde precisa-se prestar os atendimentos primários básicos sem a necessidade de deslocamento do paciente e da equipe médica.

Servindo de apoio a medicina tradicional, esse processo agiliza as tomadas de decisões com precisão é uma ferramenta que auxilia a medicina e proporciona um atendimento mais preciso e humanizado.

Benefícios da telemedicina

  • Otimização do tempo – os laudos médicos ficam disponíveis na nuvem, ao qual somente profissionais e paciente podem ter acesso e podem ser consultados a qualquer hora do dia de qualquer lugar.

A telemedicina proporciona organização, promovendo consulta rápida e otimizando o tempo dos profissionais de saúde.

  • Aumento da capacidade de serviço – com a agilidade dos processos, o laudo pode ser disponibilizado via web para todos os profissionais de diferente especialidades, podendo ser acessado simultaneamente por vários usuários.

Isto promove resultados em tempo menor, pois otimiza o tempo de todos os profissionais de saúde, dessa maneira promove conforto para os profissionais e a probabilidade de erros médicos diminui, torna-se todo o processo mais eficiente.

  • Segurança –  um software médico com certificação de segurança e criptografia de conteúdo protege o banco de dados que armazenam exames e laudo virtualmente, ou seja, todo arquivo gerado é protegido, e somente pessoas autorizadas com validação e identificação têm acesso.

Diferentemente de documentos físicos que podem ser perdidos, esquecidos, o armazenamento na nuvem por meio de um software diminui drasticamente a perda e dano de documentos.

  • Rapidez no tratamento – a agilidade da disponibilização de laudos online geram rapidez tanto para o médico como também para o paciente assim agilizando todo o processo.

Pois no momento em que o paciente recebe o laudo, pode imediatamente marcar consulta com o médico especialista para seu tratamento, ao invés de ficar esperando prazos longos para obter o laudo. E essa demora no processo faria demorar também a marcação da consulta, o que resultaria em um tratamento tardio a patologia apresentada.

  • Redução de custos – com um sistema online, uma clínica não precisa de muito investimento para criar uma infraestrutura para a logística de documentos, e muito menos ter gastos elevados com impressão.

Com um sistema online, os profissionais de saúde têm acesso aos laudos através de computadores, tablets, smartphones para fazer o diagnóstico e atender o paciente sem ter que ter uma estação de tratamento de documentos.

Com esse sistema não precisa-se manter um corpo clínico em tempo integral e a clínica só paga pelos laudos emitidos e conforme a demanda de paciente e exames do dia.

Neste caso investir em tecnologia resulta em eficiência e economia de recursos e de tempo.

  • Melhor qualidade de atendimento –  a telemedicina promove o acompanhamento do paciente garantindo que tudo esteja indo bem, ela proporciona os melhores resultados de atendimento.

 Algumas especialidades médicas de telemedicina

Telemedicina - Atendimento a distância

  • Tele-radiologia –  oferece acesso rápido as radiografias e registro do paciente para que ele seja imediatamente diagnosticado e tratado se for o caso ao chegar no pronto-socorro.
  • Tele-psiquiatria – atendimento psiquiátrico remotamente, é muito popular pela falta de psiquiátricas disponível, e muitas vezes não exige exame físicos.
  • Tele-dermatologia – serviço de consulta dermatológica para diagnóstico de anomalia da pele a distância, fornecendo um atendimento simples e rápido.
  • Tele-oftalmologia – solução de oftalmologia que permite ao paciente consultas a distância para acompanhar e diagnosticar uma infecção ocular.
  • Tele-nefrologia – é nefrologia a distância. E funciona Inter profissionalmente juntamente com o médico da família do paciente.
  • Tele-obstetrícias – permite que se forneça o serviço de cuidados pré-natal a distância, como orientações e acompanhamento.
  • Tele-oncologia – atendimento mais acessível e confortável para pacientes com câncer e também através da plataforma  e consultas por vídeo.
  • Tele-patologia – patologistas compartilham a patologia a distância para o diagnóstico, tratamento e acompanhamento.
  • Tele-reabilitação – profissionais fornecem serviço de reabilitação como fisioterapia remotamente.

Serviços que podem ser fornecidos e diagnosticado através da telemedicina

  • Alergias;
  • Resfriados e gripe;
  • Infecções;
  • Conjuntivite;
  • Sinusite;
  • Dores de garganta;
  • Entorses e distensões;
  • Inflamação na pele;
  • Diarreia;
  • Bronquite;
  • Entre outros.

Esses são alguns cuidados primários que podem ser feitos pelos médicos ao paciente sem deslocamento, diagnosticando e encaminhando para o serviço especializado.

A telemedicina evita filas de espera, deslocamento desnecessário do paciente e a sobrecarga do profissional da saúde, ela otimiza os serviços pois agiliza todo o processo de atendimento e triagem.

Com a expansão da internet, o acesso a informação fez com que o mundo ficasse conectado e alguns processos muito mais rápido como, por exemplo, uma simples consulta. Quando o paciente faz um exame, rapidamente o laudo é alocado no banco de dados do sistema, e os médicos têm imediatamente acesso podendo consultá-lo a qualquer hora do dia.

Essa agilidade promove um conforto ao paciente pela eficiência dos serviços prestados, pois é fornecido um serviço de qualidade e com mais precisão.

A telemedicina no BrasilTelemedicina no Brasil

No Brasil a ação em telemedicina vêm sendo realizadas desde de a década de 90 de forma tímida, sendo que as redes de colaboração integradas de assistência médica, garante muitos benefícios tanto para o paciente como também para os profissionais da saúde, clínicas e hospitais.

A telemedicina é uma aplicação necessária para fins de assistência mediada pela tecnologia, é uma realidade em serviços públicos e privados no Brasil com funcionamento a distância.

Na prática funciona assim, médicos fazem consultas online de maneira informal por meio de plataformas, onde dá para ser feito consultas e diagnósticos e até mesmo cirurgia a distância. Os pacientes ao enviar fotos de problemas na pele para dermatologista por exemplo, recebem um diagnóstico, resultados de exames feitos anteriormente e tiram dúvidas com o profissional da saúde.

A medicina digital tem um papel muito importante pois oferece o atendimento primário, seguro e eficiente, a expectativa é que a telemedicina possa ajudar a desafogar o sistema único de saúde e reduzir as filas e tempo de espera nos hospitais.

No Brasil, para as consultas serem realizadas precisa-se de um software, que é exigido por uma resolução que regulamenta a atuação da telemedicina, essa regulamentação está ligada a associação americana de telemedicina que é reconhecida no Brasil.

E como já é reconhecida no Brasil, para sua atuação há exigências, são elas: que a empresa prestadora de serviços de saúde tenha um médico como responsável técnico, e que o mesmo tenha registro em algum conselho regional de medicina.

Ainda está ocorrendo diversas iniciativas no processo de desenvolvimento da telemedicina, em relação a políticas governamentais e programas de saúde com o foco na atenção primária no Brasil.

A Telemedicina oferece um grande potencial em solucionar grandes desafios da saúde, e o Brasil reúne característica para sua plena utilização, por ainda haver vários locais isolados com escassez de serviços de saúde. 

A Telemedicina como um todo

O constante desenvolvimento da tecnologia de telecomunicações, está atingindo os profissionais de saúde abrindo novas possibilidades para a colaboração a serviços prestados em regiões mais distantes.

Telemedicina é a diminuição dos custos e aumento da resolução de casos em menos tempo, promovendo um atendimento humanizado e seguro ao paciente. Ela permite também a interação de uma equipe multiprofissional, ajudando em uma melhor resolução em diagnóstico e tratamento de pacientes.

O que mais tem se destacado na telemedicina é o tele-diagnóstico por imagem na área de atendimento, que é diagnóstico através de resultados por imagem e dados do paciente, sendo efetuado a distância.

A telemedicina é um aplicativo que permite acesso a dispositivos móveis, permitindo que os médicos cuidem de seus pacientes remotamente, seja por conversa por vídeo, ligação e até mensagens. Uma solução através de software que permite os cuidados primários, promovendo o diagnóstico rápido, e pelo fato de sua contínua expansão a telemedicina ainda trará mais serviços de atendimento inovadores para a área da saúde.

É um benefício muito importante pois expande o acesso a atendimento de qualidade ao paciente, principalmente em regiões com populações carentes. É também uma maneira de reduzir gasto com a saúde e envolver o paciente que hoje por causa do avanço da tecnologia, é conectado e tem livre acesso às informações.

É um modelo de atendimento médico com potencial para mudar o cenário da prestação de cuidados à saúde para melhor, o crescimento da população é contínuo e com isso o sistema de saúde está com muita demanda. Tanto a assistência pública de saúde e a privada, precisam de meios que possam ajudar os profissionais a manter atendimento especializado e de qualidade, é isso que a telemedicina promove.

O futuro da medicina está ligado diretamente aos avanços tecnológicos e a telemedicina é muito promissora, e terá um aumento exponencial é uma tendência que caminha junto com o desenvolvimento. Para os profissionais da saúde fazerem o atendimento a distância, é necessário ter um treinamento prévio de atendimento e diagnóstico a distância, e um pequeno treinamento sobre o software que promove essa interação entre médico e paciente.

A telemedicina não substitui o atendimento da medicina tradicional, o contato físico com o médico é fundamental para um diagnóstico, porém ela auxilia a medicina tradicional economizando tempo do paciente e do médico.

Sua importância está em promover atendimento a locais poucos desenvolvidos, realizar atendimento simples, que não precisa de realização de exames e atender pessoas com dificuldade de locomoção por motivo de alguma patologia para um monitoramento.  

A consulta presencial é indispensável, porém consultas de rotinas e simples é essencial a atuação da telemedicina, ela abrange a Teleducação, tele-assistência e emissão de laudos.

  • Teleducação – é a formação ou curso de extensão a profissionais da área da saúde para locais onde não a produção de conhecimentos científico, a fim de capacitar os profissionais sem a necessidade de deslocamento.
  • Laudos a distância–  os exames do paciente quando realizado em qualquer lugar do país, são disponibilizados no banco de dados, através da internet especialista de várias áreas podem emitir laudos digitais.
  • Tele-assistência – é o monitoramento do paciente dentro de sua própria casa sem a necessidade de deslocamento, e o médico responsável por este paciente pode se comunicar com outros profissionais, a fim de prestar um atendimento com qualidade.

E até mesmo auxiliando na realização de cirurgias a distância, que é muito utilizado em casos de emergência quando o paciente não tem condições de ser transferido de local.

Em resumo

Telemedicina - EspecialidadesA telemedicina não é milagrosa, mas proporciona inúmeras vantagens, ela proporciona um relacionamento virtual entre médico e paciente, desenvolvendo um atendimento mais humanizado para a relação médico-paciente, isso é muito importante.

Ela proporciona a troca de informações entre médico e paciente a distância, o que permite que o serviço de saúde chegue a qualquer lugar além de consultórios e hospitais. Promove a intervenção precoce na história natural das doenças, potencializando a intervenção e evitando a necessidade de deslocamento por motivos simples.

A telemedicina é uma ferramenta essencial que enfrenta desafios universais, democratizando o acesso aos serviços de saúde, integrando regiões remotas a serviços de saúdes localizados em centros de referências e hospitais para prevenção, diagnóstico e tratamento.

É uma ferramenta em crescimento que promove a integração de serviços de saúde, que tem grande potencial de atuação, integrando médio e paciente, sendo essencial para a promoção de atendimento de qualidade.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.