Estudo diz: Psoríase ligada a alto IMC e baixa ingestão de carne!

A Psoríase está associada ao alto índice de massa corporal (IMC) e à baixa ingestão de carne, de acordo com um estudo japonês publicado na edição de setembro do Journal of Dermatology.

Psoríase e IMC

Hiroko Yamashita, da Nippon Medical School, em Tóquio, e seus colegas avaliaram hábitos alimentares em pacientes adultos japoneses com psoríase usando um questionário validado e auto-administrado de histórico alimentar. Os resultados foram comparados com os de controles saudáveis ​​pareados por idade e sexo.

Os pesquisadores descobriram que os pacientes japoneses com psoríase tinham IMC mais alto, maior consumo de peixe, marisco, leguminosas, açúcar, adoçantes, vitamina B12 e vitamina D e menor consumo de carne, em comparação com controles saudáveis. A doença foi associada ao alto IMC e à baixa ingestão de carne.

Em pacientes com altos escores na área de psoríase e índice de gravidade, a ingestão de confeitos foi maior que a observada nos pacientes com escores baixos. Em pacientes com psoríase com artrite, a ingestão de β-caroteno, vitamina A e vegetais verde/amarelo foi maior do que a observada em pacientes sem artrite.

Psoríase ligada a alto IMC e baixa ingestão de carne“A maioria dos estudos anteriores nos países ocidentais mostrou maior ingestão de gordura e menor consumo de peixe em pacientes com Psoríase em comparação com os grupos de referência”, escrevem os autores. “No entanto, nossos resultados em pacientes psoriáticos japoneses são bastante diferentes daqueles dos países ocidentais: maior consumo de peixe/marisco e leguminosas e menor consumo de carne em comparação com os controles, embora os pacientes japoneses tenham demonstrado maior IMC em comparação com os controles”.

Agora com base neste estudo, espera-se poder desenvolver terapias mais eficazes para combater a doença ainda no inicio, a ideia dos pesquisadores é cruzar dados alimentares com dados dermatológicos para chagar aos resultados esperados. Este estudo abre amplas possibilidades e mais esperança para pacientes portadores da doença.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.