Cortar cerca de 300 calorias diárias ajuda a proteger o coração!

Novos dados de um estudo de dois anos da Duke University Health, EUA, sugerem que, quando se trata de reduzir o risco de doenças fatais, como diabetes e doenças cardíacas, sempre há espaço para melhorias. Em adultos já com um peso saudável ou carregando apenas alguns quilos extras, cortar cerca de 300 calorias por dia além de proteger o coração, melhorou significativamente os bons níveis de colesterol, pressão sanguínea, açúcar no sangue e outros marcadores.

Reduzir calorias para proteger o coração

O estudo, continua a basear-se na hipótese dos pesquisadores de que não é apenas a perda de peso que leva a essas melhorias, mas algumas mudanças metabólicas mais complexas desencadeadas por comer menos calorias do que o que é gasto.

“Há algo sobre a restrição calórica, algum mecanismo que ainda não entendemos que resulta nessas melhorias, coletamos sangue, músculo e outras amostras desses participantes e continuaremos a explorar o que esse sinal metabólico ou molécula mágica pode ser”, disse o principal autor do estudo, Dr William E. Kraus, cardiologista e renomado professor de medicina na Duke University.

Durante o primeiro mês do estudo, os participantes fizeram três refeições por dia que cortariam um quarto de suas calorias diárias para ajudar a treiná-los na nova dieta. Eles podiam escolher entre seis diferentes planos de refeição que acomodavam preferências culturais ou outras necessidades.

Os participantes também participaram de sessões de aconselhamento em grupo e individuais nos primeiros seis meses do estudo, enquanto os membros de um grupo de controle simplesmente continuaram sua dieta habitual e se encontraram com pesquisadores uma vez a cada seis meses.

Os participantes foram convidados a manter a redução de calorias de 25% durante dois anos. Sua capacidade de fazer isso variava, com a redução média de calorias para todos os participantes sendo de cerca de 12%. Ainda assim, eles foram capazes de sustentar uma queda de 10% em seu peso, 71% dos quais era gordura, segundo o estudo.

Houve inúmeras melhorias nos marcadores que medem o risco de doença metabólica. Após dois anos, os participantes também mostraram uma redução em um biomarcador que indica inflamação crônica que também tem sido associada a doenças cardíacas, câncer e declínio cognitivo.

“Isso mostra que mesmo uma modificação que não é tão severa quanto a que usamos neste estudo poderia proteger o coração reduzindo a carga de diabetes e doenças cardiovasculares, as pessoas podem fazer isso com bastante facilidade, simplesmente observando suas pequenas indiscrições aqui e ali, ou talvez reduzindo a quantidade delas, como não lanchar depois do jantar”, concluiu Dr Kraus.

Cortar 300 calorias diárias ajuda a proteger o coração
Por exemplo, 300 calorias é o equivalente a seis biscoitos Oreo.

Os resultados do estudo randomizado e controlado de 218 adultos com menos de 50 anos são descritos em um artigo publicado na revista The Lancet Diabetes & Endocrinology e gentilmente cedido ao 4Medic para publicação no Brasil.

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *