Descoberta uma nova maneira de medir os níveis de glicose no sangue!

Theodoros Zanos, chefe do Neural & Data Science Lab e do Instituto Feinstein de Pesquisa Médica, EUA, e seus colaboradores, descobriram como o nervo vago transmite sinais da periferia para o cérebro para ajudar a regular a glicose, descobrindo uma nova maneira de medir os níveis de glicose no sangue.

Esta descoberta progride a pesquisa em tratamentos futuros de medicina bioeletrônica e diagnósticos para síndrome metabólica e diabetes.

Nova técnica para medir os níveis de glicose no sangue

Nos seres humanos, a glicose é o açúcar primário para células que exigem alta energia em neurônios cerebrais, musculares e periféricos. Qualquer desvio dos níveis normais de glicose no sangue por um longo período de tempo pode ser perigoso ou mesmo fatal, de modo que a regulação dos níveis de glicose no sangue é um imperativo biológico.

Pesquisas anteriores mostraram que o nervo vago, que se conecta a muitos órgãos importantes do corpo e comunica as mudanças no corpo para o tronco cerebral, desempenha um papel na regulação do metabolismo.

Como as especificidades de como isso foi realizado eram amplamente desconhecidas, o Dr. Zanos e seus colegas procuraram identificar os sinais específicos transmitidos da periferia para o cérebro que respondiam às mudanças nos níveis de glicose.

Decifrando esses sinais, eles podem entender melhor quando e como estimular o nervo vago a regular o metabolismo, uma nova maneira de medir os níveis de glicose no sangue.

“Um dos nossos objetivos é entender o código neural do nervo vago, pois ele está relacionado a diferentes condições, porque acreditamos que ao ouvir e estimular esse nervo, podemos abrir novas possibilidades para diagnosticar e tratar várias doenças. O nervo vago é um dos principais canais de informação do corpo, com uma média de 100.000 fibras nervosas, tornando este código difícil de entender e decifrar, por isso temos muito a aprender. Estamos empolgados em demonstrar neste mais recente estudamos que o nervo vago de um camundongo transporta sinais importantes da periferia para o sistema nervoso central relacionados à homeostase da glicose – essa descoberta nos aproxima de novas tecnologias que terão o potencial de ajudar muitos pacientes que vivem com várias doenças metabólicas. Esta descoberta de medicina bioeletrônica nos dá uma nova compreensão da sinalização neural do corpo e oferece esperança para o controle do diabetes”, relatou empolgado ao 4Medic o Dr Zanos.

Medicina bioeletrônica

Medicina bioeletrônica - medir os níveis de glicose no sangue
Medicina Bioeletrônica – Uma nova maneira de medir os níveis de glicose no sangue.

A medicina bioeletrônica é uma nova abordagem para tratar e diagnosticar doenças e lesões que surgiram dos laboratórios do Instituto Feinstein. Representa uma convergência de medicina molecular, neurociência e bioengenharia. A medicina bioeletrônica usa a tecnologia de dispositivos para ler e modular a atividade elétrica dentro do sistema nervoso do corpo, abrindo novas portas para diagnósticos em tempo real e opções de tratamento para os pacientes.

Os resultados foram publicados e estão disponíveis na revistas cietíficas Springer Nature e Bioelectronic Medicine.

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral. As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. .Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.