Descoberto novo fármaco que reverte a osteoporose em camundongos!

Engenheiros biomédicos da Duke University descobriram um alvo farmacêutico que, quando ativado, pode reverter a degradação óssea causada pela osteoporose em modelos de camundongos da doença.

Revertendo a osteoporose

“As drogas mais amplamente usadas atualmente aprovadas para tratar a osteoporose podem evitar mais perda óssea, mas não ajudam a reconstruir o osso. Descobrimos um receptor bioquímico que, quando ativado, pode fazer as duas coisas”, disse Shyni Varghese, professor de engenharia biomédica, engenharia mecânica e ciência dos materiais e ortopedia da Duke University.

Apesar de sua aparente rigidez, o osso é um tecido vivo que constantemente é quebrado e substituído pelo corpo. A osteoporose ocorre quando o tecido velho é perdido mais rapidamente do que o novo tecido pode ser criado, fazendo com que o osso se torne fraco e quebradiço. A doença atinge mais de 80 milhões de homens e mulheres no mundo e é mais comum em mulheres mais velhas após a menopausa.

Em 2014, a Dra Varghese estava estudando o papel dos dispositivos biomédicos populares feitos de fosfato de cálcio na promoção de regeneração e reparo ósseo. Ela descobriu que a adenosina bioquímica que age no receptor A2B desempenha um papel particularmente importante na promoção do crescimento ósseo. Era lógico que a falta da substância química pudesse desempenhar um papel no desenvolvimento da osteoporose.

No estudo, a Dra Varghese e sua equipe de pesquisa estudaram camundongos que tiveram seus ovários removidos para imitar a osteoporose pós-menopausa. Eles observaram os níveis de expressão de duas enzimas que ajudam a produzir adenosina, bem como os níveis de adenosina viajando entre as células. Como previsto, eles descobriram que a falta de estrogênio dos ratos estava fazendo com que todos os três despencassem.

Os pesquisadores então testaram se aumentar os níveis de adenosina nos camundongos ajudaria a reverter os efeitos prejudiciais da doença. Mas, em vez de bombearem a própria adenosina, injetaram uma pequena molécula não hormonal produzida pela Bayer que ativa o receptor A2B.

“Os ratos que receberam a droga ficaram completamente curados, seus ossos eram tão saudáveis ​​quanto o grupo controle sem osteoporose”, disse a Dra Varghese.

Embora a descoberta de um alvo farmacêutico capaz de reverter a osteoporose seja excitante, criar uma droga de molécula pequena que possa ativá-la sem efeitos colaterais é uma tarefa difícil. A adenosina é criada naturalmente em todo o corpo e tem muitos papéis, como a modulação de neurônios e a regulação do fluxo sanguíneo para vários órgãos. Os pesquisadores não podem simplesmente jogar um monte na corrente sanguínea para impedir a degradação óssea sem efeitos colaterais.

Descoberto novo fármaco que reverte a osteoporose em camundongos

Mas com o receptor A2B identificado, Varghese e outros podem começar a procurar maneiras de entregar ativadores aos ossos sem inundar outras áreas do corpo. Por exemplo, um dos estudantes de Varghese está começando a estudar formas de amarrar moléculas semelhantes à adenosina a portadores que visam o tecido ósseo. Seu laboratório também está buscando uma espécie de atadura que pode fornecer drogas de apoio ao crescimento diretamente para ossos danificados ou quebrados.

Os resultados foram publicados na revista Science Advances.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.