Meias de compressão para reduzir o risco de trombose venosa profunda

Nos últimos anos, tem havido um interesse crescente em saber se as meias de compressão (ou ‘meias voadoras’) reduzem o risco de trombose venosa profunda (TVP, coágulos sanguíneos nas pernas) e outros problemas circulatórios em passageiros de aviões.

As meias são usadas durante todo o voo são conhecidas por serem eficazes em pacientes deitados na cama após uma operação. Ao aplicar uma leve pressão, principalmente no tornozelo, as meias de compressão ajudam o sangue a fluir.

A pressão combinada com o movimento das pernas ajuda o sangue nas veias superficiais a se mover para as veias profundas e de volta ao coração. O sangue tem então menos probabilidade de coagular nas veias profundas, o que pode ser fatal se o coágulo chegar aos pulmões.

Objetivo da revisão

Avaliar os efeitos do uso de meias de compressão versus não usá-las para prevenir TVP em pessoas que viajam em voos com duração de pelo menos quatro horas.

Critério de seleção

Ensaios randomizados de meias de compressão versus sem meias em passageiros em voos com duração de pelo menos quatro horas.

Ensaios em que os passageiros usassem meia em uma perna, mas não na outra, ou aqueles comparando meias e outra intervenção também eram elegíveis.

Coleta e análise de dados

Dois revisores selecionaram estudos independentemente para inclusão e extraíram os dados. Os autores buscaram informações adicionais dos analistas quando necessário.

Características do estudo e principais resultados

A revisão incluiu 12 ensaios (2918 participantes) e a equipe foi capaz de combinar os dados de nove ensaios com um total de 2637 participantes (atual até abril de 2020). Quase metade dos participantes foram aleatoriamente designados para usar meias para um voo com duração de pelo menos cinco horas, enquanto a outra metade não usava meias.

Nenhum dos passageiros desenvolveu TVP com sintomas (desenvolvimento lento de dor nas pernas, inchaço e aumento da temperatura) e não foram relatados eventos graves (coágulo sanguíneo nos pulmões (embolia pulmonar) ou morte). Os passageiros foram avaliados cuidadosamente após o voo para detectar quaisquer problemas com a circulação do sangue em suas pernas, mesmo que eles próprios não tivessem notado nenhum problema.

O uso de meias de compressão resultou em uma grande redução na TVP sem sintomas entre os passageiros de companhias aéreas que foram designados para usar meias de compressão em comparação com aqueles designados para não usar meias de compressão.

Essa diferença na TVP sem sintomas entre os dois grupos é equivalente a uma redução no risco de algumas dezenas por mil passageiros para duas ou três por mil. Pessoas que usaram meias apresentaram menos inchaço nas pernas (edema) do que aqueles que não as usaram.

Menos passageiros desenvolveram trombose venosa superficial ao usar meias de compressão do que aqueles que não usavam meias. Nem todos os ensaios relataram possíveis problemas com o uso de meias, mas naqueles que relataram, os pesquisadores disseram que as meias foram bem toleradas, sem problemas.

Confiabilidade da evidência

Evidências de alta certeza mostram que passageiros de companhias aéreas usando meias de compressão desenvolvem menos TVP sem sintomas e evidências de baixa certeza mostram que o inchaço nas pernas é reduzido quando comparado a não usar meias de compressão. A certeza nas evidências foi limitada pela forma como o inchaço foi medido.

Há evidências de certeza moderada de que a trombose venosa superficial pode ser reduzida em passageiros que usam meias de compressão. Não foi possível avaliar o efeito do uso de meias na morte, embolia pulmonar ou TVP sintomática porque nenhum desses eventos ocorreu nesses estudos. Os ensaios randomizados para avaliar esses resultados precisariam incluir um grande número de pessoas.

Conclusão dos autores

Há evidências de alta certeza de que os passageiros de companhias aéreas semelhantes aos desta revisão podem esperar uma redução substancial na incidência de TVP sem sintomas e evidências de baixa certeza de que o edema nas pernas é reduzido se eles usarem meias de compressão. A certeza da evidência foi limitada pela forma como o edema foi medido.

Existem evidências de certeza moderada de que a trombose venosa superficial pode ser reduzida se os passageiros usarem meias de compressão. Os autores não puderam avaliar o efeito do uso de meias na morte, embolia pulmonar ou TVP sintomática porque nenhum desses eventos ocorreu nesses estudos. Os ensaios randomizados para avaliar esses resultados precisariam incluir um grande número de pessoas.

____________________________
O estudo original foi publicado no

* “Compression stockings for preventing deep vein thrombosis (DVT) in airline passengers” – 2021

Autores do estudo: Clarke MJ, Broderick C, Hopewell S, Juszczak E, Eisinga A – Estudo

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.