Consumir um abacate por dia ajuda a diminuir o colesterol ruim!

Segundo os pesquisadores, o colesterol ruim pode se referir tanto à lipoproteína de baixa densidade oxidada (LDL) quanto às pequenas e densas partículas de LDL. Em um estudo randomizado controlado sobre alimentação, os pesquisadores descobriram que comer um abacate por dia podia diminuir o colesterol ruim (especificamente pequenas partículas densas de LDL) e LDL oxidada em adultos com sobrepeso ou obesidade.

Diminuir o colesterol ruim

“Pudemos mostrar que quando as pessoas incorporavam um abacate por dia à dieta, tinham menos partículas pequenas e densas de LDL do que antes da dieta. As partículas são particularmente prejudiciais para promover o acúmulo de placa nas artérias. Consequentemente, as pessoas devem considerar a adição de abacates à dieta de maneira saudável, como torradas de trigo integral ou como molho de vegetais”, disse Penny Kris-Etherton, distinta professora de nutrição da Universidade Estadual da Pensilvânia.

Especificamente, o estudo descobriu que o abacate ajudou a diminuir o colesterol ruim, reduzindo as partículas de LDL que haviam sido oxidadas. De maneira semelhante à maneira como o oxigênio pode danificar os alimentos – como uma maçã cortada que fica marrom – os pesquisadores disseram que a oxidação também é ruim para o corpo humano.

“Muitas pesquisas apontam que a oxidação é a base de condições como câncer e doenças cardíacas. Sabemos que, quando as partículas de LDL se oxidam, inicia-se uma reação em cadeia que pode promover a aterosclerose, que é o acúmulo de placas na parede da artéria. A oxidação não é boa, portanto, se você puder ajudar a proteger o corpo através dos alimentos que você come, isso pode ser muito benéfico”, disse a professora Kris-Etherton.

Embora pesquisas anteriores demonstrassem que abacates poderiam ajudar a diminuir o colesterol LDL, Kris-Etherton e seus colegas estavam curiosos sobre se os abacates também poderiam ajudar a diminuir as partículas oxidadas de LDL.

O estudo visava saber se o abacate de fato é capaz de diminuir o colesterol ruim, assim, para o estudo os pesquisadores recrutaram 45 participantes adultos com sobrepeso ou obesidade. Todos os participantes seguiram uma dieta de duas semanas no início do estudo. Essa dieta imitava uma dieta americana média e permitia que todos os participantes iniciassem o estudo com base nutricional semelhante.

Em seguida, cada participante completou cinco semanas de três dietas de tratamento diferentes em uma ordem aleatória. As dietas incluíam dieta com pouca gordura, dieta com gordura moderada e dieta com gordura moderada que incluía um abacate por dia. A dieta de gordura moderada sem abacates foi suplementada com gorduras extra saudáveis ​​para combinar com a quantidade de ácidos graxos monoinsaturados que seriam obtidos dos abacates.

Após cinco semanas de dieta com abacate, os participantes apresentaram níveis significativamente mais baixos de colesterol LDL oxidado do que antes do início do estudo ou após a conclusão das dietas com pouca e moderada gordura. Os participantes também tiveram níveis mais altos de luteína, um antioxidante, após a dieta do abacate.

Kris-Etherton disse que houve especificamente uma redução nas partículas pequenas e densas de colesterol LDL que foram oxidadas: “Quando você pensa em colesterol ruim, ele vem embalado em partículas de LDL, que variam em tamanho. Todo LDL é ruim, mas o LDL pequeno e denso é particularmente ruim. Uma descoberta importante foi que as pessoas na dieta do abacate tinham menos partículas de LDL oxidadas. Eles também tinham mais luteína, que pode ser o bioativo que protege o LDL de oxidar”.

Comer um abacate por dia ajuda a diminuir o colesterol ruimOs pesquisadores acrescentaram que, como a dieta de gordura moderada sem abacates inclui os mesmos ácidos graxos monoinsaturados encontrados nos abacates, é provável que a fruta tenha bioativos adicionais que contribuíram para os benefícios da dieta do abacate.

Kris-Etherton disse que, embora os resultados do estudo – publicados no Journal of Nutrition – sejam promissores, ainda há mais pesquisas a serem feitas.

“A pesquisa nutricional sobre abacates é uma área de estudo relativamente nova, então acho que estamos na ponta do iceberg para aprender sobre seus benefícios à saúde. Os abacates são realmente ricos em gorduras saudáveis, carotenóides – importantes para a saúde ocular – e outros nutrientes. Eles são um pacote denso em nutrientes, e acho que estamos começando a aprender sobre como eles podem melhorar a saúde”, concluiu Kris-Etherton.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.