Novos sensores podem levar ao precoce diagnóstico de linfoma!

Os pesquisadores do CNBP desenvolveram um novo método para detectar várias citocinas – as proteínas mensageiras do corpo – em amostras de volume muito pequeno, o que poderia levar ao precoce diagnóstico de linfoma.

Precoce diagnóstico de linfoma.

“Isso poderia abrir as portas para o diagnóstico não invasivo em estágio inicial, bem como para aplicações clínicas, como tratamentos de monitoramento”, diz Lianmei Jang, uma das autoras do estudo e engenheira biomédica da Macquarie University, em Sydney.

As citocinas são uma parte essencial do sistema imunológico que entram em ação em caso de doença ou lesão. Isso os tornou um alvo de longa data por pesquisadores interessados ​​em entender melhor como o corpo responde à infecção.

Sempre foi um desafio, no entanto, detectar simultaneamente várias citocinas em uma única amostra e isso impõe limites significativos à pesquisa. Várias citocinas desempenham funções diferentes e podem fazer com que outras citocinas se realizem em uma rede complexa que fala uma “linguagem” complexa.

“Quando você olha apenas para um tipo de citocina, é muito difícil dizer o que está acontecendo entre as células. Se pudermos olhar para várias citocinas, podemos entender melhor o que está acontecendo nas redes complexas”, diz Lianmei.

E ser capaz de detectar as citocinas em uma concentração tão baixa – até 5 picogramas por mililitro – permite o diagnóstico em um estágio muito inicial, diz ela.

Sensores podem levar ao precoce diagnóstico de linfomaLianmei, trabalhando com a equipe do Dr. Yuling Wang, desenvolveu a abordagem de detecção alternativa usando nanopartículas de ouro com nanotags de espectroscopia Raman de superfície aumentada (SERS) para atingir as citocinas usadas como biomarcadores para linfoma.

A espectroscopia Raman é amplamente usada em química para identificar certas moléculas. Nesse caso, os leitores Raman das nanopartículas captaram os sinais das citocinas.

“A sensibilidade dessa técnica que permite trabalhar em concentrações tão baixas se reduz às nanopartículas do SERS”, diz Lianmei.

O trabalho foi publicado em um artigo na revista ACS Sensors.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.