Novo dispositivo detecta danos nos rins com 96% de precisão!

A Serenno Medical, uma empresa israelense, lançou seu dispositivo automático chamado Sentinel que capaz de monitorar e detectar danos nos rins. Projetado para uso no hospital, o Sentinel trabalha medindo continuamente a produção e o volume de urina para ajudar a detectar casos de Lesão Renal Aguda (AKI).

Monitorar e detectar danos nos rins

Atualmente, os enfermeiros normalmente medem manualmente a quantidade de urina que um paciente produz. Isso acontece de forma intermitente, portanto, eventos de fluxo urinário reduzido indicando possível dano renal podem passar despercebidos. Ser capaz de monitorar a produção de urina à medida que acontece pode ajudar a detectar casos de LRA mais cedo e, assim, administrar a terapia enquanto ela ainda é eficaz. Também pode aliviar parte do trabalho tedioso e desagradável que os enfermeiros dentro das unidades de terapia intensiva precisam realizar regularmente.

O Sentinel é compatível com cateteres e bolsas de urina existentes e é supostamente fácil de instalar e preparar para uso do paciente.

“A medição da produção de urina é um parâmetro-chave para avaliar a função renal. No entanto, a determinação correta da produção de urina geralmente é difícil à beira do leito e geralmente é realizada apenas de forma intermitente e manual. Além disso, os rins costumam ser o primeiro órgão a parar de funcionar adequadamente; portanto, a medição contínua da produção de urina seria uma ferramenta valiosa no tratamento de pacientes com doenças graves e instáveis”, disse o Prof. Manu Malbrain, Diretor da UTI do Hospital Universitário de Bruxelas, em um comunicado à imprensa.

Sentinel - dispositivo que detecta danos no rins - Crédito - Serenno
Sentinel ™ dispositivo que detecta danos no rins com 96% de precisão – Crédito: Serenno.

Em um ensaio clínico realizado em vários centros em Israel, o sistema Sentinel demonstrou a capacidade de detectar com precisão as taxas de fluxo de urina em uma variedade de pacientes, ambientes e condições e posições dos pacientes. O sistema foi eficaz ao ser utilizado com leitos hospitalares móveis e até mesmo durante cirurgias. Mais de 40 pacientes e 1.300 horas de monitoramento no julgamento resultaram em uma taxa de precisão e confiabilidade de mais de 96%.

“Os resultados bem-sucedidos de nosso primeiro ensaio clínico permitirão à empresa avançar na fabricação do dispositivo para uso comercial e nos permitirão levar este melhor produto da categoria aos mercados médicos globais. Acreditamos que nosso dispositivo com patente pendente tem potencial para se tornar o padrão de atendimento na sala de cirurgia e na UTI, beneficiando milhões de pacientes em todo o mundo”, disse Tomer Lark, co-fundador e CEO da Serenno Medical, empresa responsável pelo desenvolvimento do dispositivo.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.