Desenvolvido modelo de córnea artificial para estudar lesões oculares!

Os bioengenheiros da Universidade do Texas, EUA (UT), com colaboradores do Southwestern Medical Center, foram capazes de criar um modelo de córnea artificial e utilizá-la para estudar como os olhos lesionados cicatrizam.

Uma córnea artificial

Os queratócitos da córnea são programados para ajudar caso o olho esteja lesionado. A córnea é composta de fibrilas de colágeno semelhantes a fios, dispostas em um padrão cruzado para guiar os queratócitos até o local da lesão. No entanto, por razões que ainda não são entendidas, o processo de cura natural às vezes pode falhar, resultando em cicatrizes ou cegueira.

Para construir um modelo de tecido da córnea para estudar esse problema, os pesquisadores utilizaram um dispositivo microfluídico. O colágeno tipo I é injetado nos canais do dispositivo microfluídico e polimeriza através dos canais em um fio com o mesmo diâmetro de um cabelo humano. As fibrilas são depositadas nas lamelas de vidro, resultando em fibrilas de colágeno alinhadas, semelhantes às presentes no tecido da córnea.

Desenvolvido córnea artificial para estudar lesões ocularesOs pesquisadores estudaram como os queratócitos interagem com diferentes estruturas de fibrilas de colágeno. Eles descobriram que os queratócitos normais de coelho colocados em fibrilas de colágeno alinhadas de alta densidade tendiam a se esticar junto com as fibrilas de colágeno. No entanto, quando as células foram cultivadas em fibrilas de colágeno de baixa densidade, elas não mostraram orientação preferencial.

Pesquisas futuras que alavanquem esse modelo podem ajudar a desenvolver terapias destinadas a reduzir as cicatrizes da córnea ou desenvolver substituições de tecidos.

“Como os ceratócitos reparam tecidos e por que, em alguns casos, eles deixam cicatrizes, não é bem compreendido. Nós criamos uma maneira de imitar um modelo de lesão, para que possamos ver como as células reagem quando há uma ferida”, disse o Dr. David Schmidtke, professor de bioengenharia da Universidade do Texas e um dos autores do estudo.

_____________________

O estudo completo foi publicado na revista científica Biomedical Microdevices.

* “A high-throughput microfluidic method for fabricating aligned collagen fibrils to study Keratocyte behavior” – 2020.

Autores do estudo: Kevin H. Lam, Pouriska B. Kivanany, Kyle Grose, Nihan Yonet-Tanyeri, Nesreen Alsmadi, Victor D. Varner, W. Matthew Petroll, David W. Schmidtke – 10.1007%2Fs10544-019-0436-3

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.