Tecnologia produz grandes quantidades de células-tronco em pouco tempo

Os pesquisadores desenvolveram uma tecnologia capaz de produzir grandes quantidades de células-tronco em pouco tempo, usando apenas uma pequena amostra de sangue.

Células-tronco e as nova tecnologia

Uma descoberta de pesquisadores da Queen’s University Belfast e do King’s College London (KCL) pode revolucionar o tratamento de doenças cardiovasculares vasculares e relacionadas ao diabetes.

Eles também descobriram que as células-tronco produzidas podem gerar e substituir células danificadas dentro dos vasos sanguíneos. Este tratamento pode prevenir uma série de complicações relacionadas à vascularização, incluindo ataques cardíacos, doenças renais, cegueira e amputações em pessoas com diabetes .

A principal investigadora, a Dra. Andriana Margariti do Instituto Wellcome-Wolfson para Medicina Experimental da Queen’s University em Belfast, explica: “Ser capaz de produzir grandes quantidades de células estaminais a partir de poucos mililitros de sangue num curto espaço de tempo é verdadeiramente inovador, poderia revolucionar a forma como tratamos um vasto número de doenças dos vasos sanguíneos”.

“Anteriormente, este processo de transformação celular envolveria uma biópsia de pele, ou grandes volumes de sangue, o que simplesmente não é viável para muitos pacientes, pois é um processo arriscado que pode levar um longo período de recuperação. Este estudo se concentrou em células-tronco para doenças vasculares, mas o mesmo processo pode ser usado para produzir células-tronco para vários órgãos, incluindo o cérebro e os rins, o que tem enormes implicações para o futuro dos cuidados de saúde”, finalizou a Dra Margariti ao 4Medic.

Os pesquisadores da Queen e da KCL também descobriram que a ativação de um gene específico conhecido como Endothelial Specific Molecule 1 (ESM1) nas células-tronco poderia aumentar a produção e a função de células endoteliais recém-geradas, que desempenham um papel fundamental em várias doenças vasculares.

As células endoteliais revestem os vasos sanguíneos, atuando como uma barreira protetora. Como a camada superior de células nos vasos sanguíneos, são essas células que se tornam seriamente danificadas em doenças cardiovasculares, e isso geralmente é acelerado em pacientes com diabetes.

Tecnologia para produzir células-tronco em grandes quantidades

O estudo pré-clínico, publicado na Stem Cells , mostrou que as células-tronco que expressam o gene ESM1 têm um notável potencial regenerativo e aumentaram significativamente o fluxo sanguíneo quando foram testadas em vasos sanguíneos danificados.

Em um conceito conhecido como terapia celular, o dano pode ser reparado através do transplante de células endoteliais saudáveis. Através da tecnologia desenvolvida, agora é possível produzir células-tronco para transplantar vasos sanguíneos danificados. Descobriu-se que ativar o gene específico ESM1 irá melhorar a produção e função das células endoteliais, revertendo as células danificadas, o que pode mudar a vida, já que os resultados mostraram que o reparo dessas células pode deter as doenças progressivas, o que impedirá a cegueira e as amputações.

Agora os pesquisadores irão concentrar-se na triagem de drogas para ver quais tratamentos melhorarão a função dessas células e, finalmente, melhorar a vida de milhões de pessoas atingidas por essas doenças.

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *