Os canais de cálcio tem um papel fundamental no diabetes!

Pesquisadores do Intituto Karolinska, na Suécia, decifraram o papel diabetogênico de certos tipos de canais de cálcio nas células beta secretoras de insulina. Os pesquisadores acreditam que o bloqueio desses canais pode ser uma nova estratégia potencial de tratamento para o diabetes.

Os canais de Cálcio

Os canais CaV3.1 têm um papel marginal na beta secreção de insulina nas células no pâncreas endócrino, mas se tornam hiperativos, juntamente com a ocorrência de diabetes. Isso levanta uma questão crítica se a hiperativação desses canais de cálcio é uma causa ou consequência do diabetes. Agora, pesquisadores do Intituto Karolinska, na Suécia, descobriram que o aumento da expressão de CaV3.1 leva ao influxo excessivo de cálcio, prejudicando a expressão genômica das proteínas exocitóticas nas células beta.

“Isso leva a uma capacidade reduzida de secreção de insulina das células beta e à homeostase aberrante da glicose”, explica Jia Yu, autora do estudo e pesquisadora do Departamento de Medicina Molecular e Cirurgia do Intituto Karolinska.

O papel do CaV3.1 no desenvolvimento do diabetes foi investigado com uma série de abordagens, incluindo experimentos em ilhotas pancreáticas de camundongos e humanos e camundongos diabéticos. Os modelos experimentais utilizados sugerem que os resultados se aplicam tanto ao diabetes tipo 1 quanto ao tipo 2, mas são necessários mais estudos para verificar isso.

“Durante um longo período de tempo, o papel patológico dos canais de células beta CaV3.1 no desenvolvimento do diabetes e suas complicações foi negligenciado. Nosso trabalho identifica uma expressão aumentada desses canais como um mecanismo patogênico crítico no diabetes, o que significa que os canais CaV3.1 não devem ser negligenciados na pesquisa sobre diabetes”, diz o Dr. Shao-Nian Yang, um dos autores do estudo e professor associado do Departamento de Medicina Molecular e Cirurgia do Intituto Karolinska.

Canais de cálcio tem um papel fundamental no diabetesAgora, os pesquisadores querem descobrir se o aumento da expressão de CaV3.1 também altera os perfis transcriptômicos em outros tipos de células, como células musculares lisas vasculares e células T do sistema imunológico, para contribuir para o desenvolvimento do diabetes e suas complicações.

“O bloqueio seletivo dos canais de CaV3.1 pode ter potencial como uma nova estratégia de tratamento baseada em mecanismos. Os ensaios clínicos com bloqueadores de canal CaV3.1 em pacientes com diabetes serão uma das nossas prioridades de estudo no futuro”, concluiu o professor Per-Olof Berggren, diretor do Centro de Pesquisa Rolf Luft do Intituto Karolinska e um dos colaboradores do estudo.

 

____________________

O estudo foi publicado na revista científica PNAS.

* “Enhanced expression of β cell CaV3.1 channels impairs insulin release and glucose homeostasis” – 2019.

Autores do estudo: Jia Yu, Yue Shi, Kaixuan Zhao, Guang Yang, Lina Yu, Yuxin Li, Eva-Marie Andersson, Carina Ämmälä, Shao-Nian Yang, and Per-Olof Berggren – 10.1073/pnas.1908691117

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.