Cientistas desenvolveram um material biológico para substituir tecidos humanos!

Cientistas da Universidade de Bordeaux e do Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica da França (Inserm) desenvolveram um material biológico completamente novo, feito com células de fibroblastos humanos, que pode ser transformado em suturas, enxertos vasculares e muitos outros dispositivos médicos, além da de poder substituir tecidos humanos com mais precisão e menos rejeição como em outros métodos convencionais aplicados hoje.

Substituir tecidos humanos!

Eles mostraram que sua Matriz extracelular montada em célula (ME) pode ser transformada em fios de força, flexibilidade diferentes e com várias outras características. Esses fios podem ser usados ​​como suturas, mas também para criar vasos artificiais e outros dispositivos para implantação. Como esses fios são semelhantes aos usados ​​em roupas, os mesmos tipos de máquinas podem ser usados ​​para tecer e tricotar em todos os tipos de coisas medicamente úteis.

O material, que é rico em colágeno, pode ser produzido em massa e não deve ser rejeitado pelo organismo quando usado como parte de implantes. Até agora, tudo isso está em fase de laboratório, mas os testes com animais estão bem avançados, uma vez que os pesquisadores refinam esses tecidos um pouco mais e a cada dia conseguem melhores resultados.

Cientistas desenvolveram um material biológico capaz de substituir tecidos humanos“Neste estudo mostramos que fios humanos robustos, completamente biológicos e humanos podem ser produzidos por células normais in vitro. Este fio pode ser usado como um material de sutura simples ou para produzir os primeiros tecidos humanos. Por exemplo, produzimos enxertos vasculares de de tecidos com pressão de ruptura, força de retenção de sutura e permeabilidade transmural que superaram os requisitos clínicos. Essa nova estratégia mantém a promessa de uma próxima geração de tecidos médicos serão mecanicamente fortes sem riscos de rupturas, e terão a capacidade de se integrar verdadeiramente ao corpo do paciente”, disse o Dr Nicolas L’Heureux, um dos autores do estudo.

 

______________________________

O estudo completo foi publicado na revista científica ScienceDirect.

* “Human textiles: A cell-synthesized yarn as a truly “bio” material for tissue engineering applications” – 2020.

Autores do estudo: Laure Magnan, Gaëlle Labrunie, Mathilde Fénelon, Nathalie Dusserre, Marie Pierre Foulc, Mickaël Lafourcad, Isabelle Svahn, Etienne Gontier, Jaime H. Vélez V, Todd N. McAllister e Nicolas L’Heureux – 10.1016/j.actbio.2020.01.037

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.