OMS subestima a disseminação do coronavírus COVID19!

O coronavírus Covid19 provavelmente tem uma capacidade mais forte de se espalhar do que a Organização Mundial da Saúde estimou até agora. Isso de acordo com uma revisão de estudos anteriores sobre a transmissibilidade do coronavírus, realizada pelos pesquisadores da Universidade de Umeå, na Suécia.

A nova análise do coronavírus Covid19

“Nossa análise mostra que o coronavírus é pelo menos tão transmissível quanto o vírus da SARS. E isso diz muito sobre a gravidade da situação”, diz Joacim Rocklöv, professor de saúde da Universidade de Umeå e um dos autores do estudo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o coronavírus tenha uma transmissibilidade, expressa como um número de reprodução, entre 1,4 e 2,5. Um número de reprodução é uma medida de quantas pessoas uma pessoa contaminada transmite o vírus em uma população previamente saudável. Quanto maior o número, mais transferível é o vírus e maior o risco de propagação rápida. Quando o número de reprodução cai abaixo de 1,0, é provável que a epidemia desapareça.

Pesquisadores em Umeå, na Suécia, Heidelberg, na Alemanha, e Zhangzhou, na China, realizaram uma revisão de vários estudos científicos do novo coronavírus COVID19. No total, os pesquisadores encontraram 12 estudos de qualidade suficientemente alta. Os estudos consistiram em estimativas da taxa de crescimento com base nos casos observados na população chinesa e em métodos estatísticos e matemáticos.

OMS subestima a disseminação do coronavírus COVID19Os primeiros estudos sobre o coronavírus indicaram uma transmissibilidade relativamente baixa. Depois disso, a transmissibilidade aumentou rapidamente para estabilizar entre 2 e 3 nos estudos mais recentes. O número de reprodução nos estudos somou uma média de 3,28 e uma mediana de 2,79, significativamente superior à estimativa da Organização Mundial de Saúde de 1,4–2,5.

“Ao analisar o desenvolvimento da epidemia de coroa, a realidade parece corresponder bem ou até exceder o maior crescimento da epidemia em nossos cálculos. Apesar de todas as atividades de intervenção e controle, o coronavírus já se espalhou em uma extensão significativamente maior do que a SARS”, concluiu Joacim Rocklöv.

 

____________________________

O estudo foi publicado no Journal of Travel Medicine.

* “The reproductive number of COVID-19 is higher compared to SARS coronavirus” – 2020.

Autores do estudo: Ying Liu, Albert A Gayle, Annelies Wilder-Smith, Joacim Rocklöv – 10.1093/jtm/taaa021

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.