Nova combinação de células-tronco pode reparar insuficiência cardíaca!

Uma combinação de células cardíacas derivadas de células-tronco humanas poderia ser a resposta para o desenvolvimento de um tratamento desesperadamente necessário para insuficiência cardíaca, de acordo com nova pesquisa financiada pela British Heart Foundation (BHF).

Um novo tratamento para insuficiência cardíaca

Pesquisadores descobriram que, ao transplantar uma área de tecido lesionado com uma combinação de células do músculo cardíaco e células de suporte retiradas da camada externa da parede do coração, elas podem ajudar os órgãos a se recuperarem dos danos causados ​​por um ataque cardíaco.

Por vários anos os cientistas tentam usar células-tronco para reparar corações danificados. Os esforços foram mal sucedidos até agora, principalmente porque a grande maioria das células transplantadas morre em poucos dias.

Agora, o Dr. Sanjay Sinha e sua equipe da Universidade de Cambridge, em colaboração com pesquisadores da Universidade de Washington, usaram células epicárdicas de suporte desenvolvidas a partir de células-tronco humanas para ajudar as células cardíacas transplantadas a viverem mais.

Os pesquisadores usaram tecido cardíaco 3-D humano cultivado em laboratório a partir de células-tronco humanas para testar a combinação celular, descobrindo que as células epicárdicas de suporte ajudaram as células do músculo cardíaco a crescerem e amadurecerem. Eles também melhoraram a capacidade da célula muscular do coração de contrair e relaxar.

Em ratos com corações danificados, a combinação também permitiu que as células transplantadas sobrevivessem e restaurassem as células perdidas do músculo cardíaco e dos vasos sanguíneos.

Os pesquisadores agora esperam entender como as células epicárdicas de suporte ajudam a impulsionar a regeneração do coração. Entender esses detalhes-chave os aproximará um passo do teste de terapias regenerativas do coração em ensaios clínicos.

Centenas de milhares de pessoas no mundo estão vivendo com insuficiência cardíaca debilitante, muitas vezes como resultado de um ataque cardíaco. Durante um ataque cardíaco, parte do coração é privada de oxigênio, levando à morte do músculo cardíaco. Esta perda permanente de músculo cardíaco, bem como cicatrizes subsequentes, se combinam para reduzir a capacidade do coração de bombear o sangue pelo corpo.

Pessoas que sofrem de insuficiência cardíaca não podem regenerar seus corações danificados e a única cura é um transplante de coração . Em última análise, esses pesquisadores esperam que, aproveitando o poder regenerativo das células-tronco, um dia eles possam curar corações humanos usando as células do próprio paciente.

O lado esquerdo mostra apenas as células do músculo cardíaco e nenhuma contração muscular. O lado direito mostra maior contração muscular e relaxamento com a combinação de células do músculo cardíaco e células epicárdicas de suporte adicionais derivadas de células-tronco. Crédito: Dr. Sanjay Sinha, pesquisador financiado pela BHF, Universidade de Cambridge, Reino Unido.

Dr. Sanjay Sinha, pesquisador financiado pela BHF e líder do estudo da Universidade de Cambridge, disse:

“Há centenas de milhares de pessoas no mundo que sofrem de insuficiência cardíaca – muitas correm contra o tempo para um transplante de coração que salva vidas. Mas com apenas poucos transplantes de coração realizados a cada ano no mundo, é absolutamente essencial que nós comecemos a encontrar tratamentos alternativos”.

Dr. Johannes Bargehr, primeiro autor do estudo da Universidade de Cambridge, disse:

“Nossa pesquisa mostra o enorme potencial das células-tronco para um dia se tornar a primeira terapia para insuficiência cardíaca. Embora ainda tenhamos algum caminho a percorrer, acreditamos que estamos um passo gigante mais perto, e isso é incrivelmente excitante”.

O professor Sir Nilesh Samani, diretor médico da Fundação Britânica do Coração, que financiou parcialmente a pesquisa, disse:

“Apesar dos avanços nos tratamentos médicos, as taxas de sobrevivência para insuficiência cardíaca permanecem pobres e a expectativa de vida é pior do que a de muitos tipos de câncer. São extremamente necessários avanços para aliviar a devastação causada por essa condição terrível. Quando se trata de consertar corações partidos, as células-tronco ainda não cumpriram suas promessas iniciais. Esperamos que esta última pesquisa represente a mudança da maré no uso dessas notáveis ​​células.”

A BHF investiu milhões de libras em pesquisa para aproveitar o poder das células-tronco no tratamento de doenças cardíacas e circulatórias. A instituição de caridade financiou três Centros de Medicina Regenerativa em todo o Reino Unido, abrigando alguns dos principais especialistas do mundo.

O estudo completo foi publicado na revista científica Nature Biotechnology.

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *