Dieta vegana baseada em vegetais oferece vários benefícios metabólicos

Uma dieta baseada em vegetais com baixo teor de gordura rendeu vários benefícios metabólicos, de acordo com um novo ensaio.

Durante um período de 16 semanas, adultos com sobrepeso ou obesidade que foram randomizados para uma dieta vegana de baixo teor de gordura perderam em média 13 libras (IC 95% 11-14,8 libras, P<0,001), relatou Hana Kahleova, MD, PhD, do Physicians Committee for Responsible Medicine em Washington, DC, e colegas no JAMA Networ Open.

Por outro lado, os adultos com excesso de peso no grupo de controle que não fizeram nenhuma mudança na dieta mantiveram seu peso durante o ensaio de 4 meses.

Os participantes da dieta vegana com baixo teor de gordura também colheram vários outros benefícios. Conforme medido por calorimetria indireta ao longo de 3 horas após um café da manhã líquido padrão de 720 calorias, aqueles em uma dieta vegana viram um aumento de mais de 14% (IC de 95% 6,5-20,4, P<0,001) no gasto de energia pós-prandial (o efeito térmico dos alimentos).

Além disso, essa mudança na dieta aumentou o índice de sensibilidade à insulina previsto (0,9, IC 95% 0,5-1,2, P<0,001) e simultaneamente diminuiu o índice de avaliação do modelo de homeostase (-1,3, IC 95% -2,2 a -0,3, P<0,001 ). Este aumento na sensibilidade à insulina foi negativamente correlacionado com uma diminuição no peso corporal (r=-0,43, P<0,001).

Usando espectroscopia de ressonância magnética de prótons, os pesquisadores também descobriram uma diminuição significativa nos níveis de lipídios entre aqueles na dieta vegana com baixo teor de gordura.

Especificamente, essa dieta ajudou adultos com sobrepeso a atingir uma redução de 34,4% nos níveis de lipídios hepatocelulares e de 10,4% nos níveis de lipídios intramiocelulares. Ambas as mudanças foram positivamente correlacionadas com as mudanças na resistência à insulina (ambos r=0,51, P=0,01).

Mudanças nesses níveis específicos de lipídios são “clinicamente importantes”, destacou o grupo de Kahleova, explicando como “os lipídios epatocelulares e intramiocelulares desempenham papéis centrais na resistência à insulina hepática e muscular, respectivamente, e no diabetes tipo 2.”

Como o estudo foi conduzido

O estudo incluiu um total de 224 adultos com idades entre 25 e 75 anos de Washington, DC, com IMC de 28 a 40.

Como nenhuma refeição foi fornecida, a metade dos participantes que foram randomizados para a dieta vegana de baixo teor de gordura foram instruídos a seguir um dieta de cerca de 75% de carboidratos, 15% de proteína e 10% de gordura de vegetais, grãos, legumes e frutas, sem produtos de origem animal ou gorduras adicionadas. Esses indivíduos também consumiram 500 μg/d de vitamina B12.

Naturalmente, este grupo viu um aumento na ingestão média de carboidratos e fibras, juntamente com uma diminuição na ingestão de gordura, proteína e colesterol. Embora esses participantes pudessem comer o quanto desejassem, eles reduziram a ingestão geral de energia – uma descoberta consistente com estudos anteriores sobre dietas veganas.

Os participantes do grupo controle foram orientados a seguir sua dieta habitual. Ambos os grupos tinham um limite de bebidas alcoólicas de um ou dois drinques por dia para mulheres e homens, respectivamente.

Curiosamente, os níveis de atividade física caíram ligeiramente em ambos os grupos, embora isso não fosse estatisticamente significativo.

Durante o teste de 16 semanas, apenas cinco participantes dos 122 que foram randomizados para a dieta vegana desistiram.

No entanto, o grupo de Kahleova apontou que esses participantes estavam “preocupados com a saúde” e, portanto, “podem não ser representativos da população em geral, mas podem ser representativos de uma população clínica que busca ajuda para problemas de peso ou diabetes tipo 2”.

Outra limitação do estudo foi o autorrelato do consumo alimentar.

____________________________

O estudo original foi publicado no JAMA Network Open

* “Effect of a Low-Fat Vegan Diet on Body Weight, Insulin Sensitivity, Postprandial Metabolism, and Intramyocellular and Hepatocellular Lipid Levels in Overweight Adults: A Randomized Clinical Trial” – 2020

Autores do estudo: Hana Kahleova, Kitt Falk Petersen, Gerald I. Shulman, Jihad Alwarith, Emilie Rembert, Andrea Tura, Martin Hill, Richard Holubkov, Neal D. Barnard – 10.1001/jamanetworkopen.2020.25454

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.