Rede de Genes revelam como um coração saudável torna-se fraco!

Cientistas com acesso a corações de doadores inutilizáveis, mas ainda saudáveis, têm sido capazes de investigar os pilares genômicos e descobrir como um coração saudável torna-se fraco, levando a insuficiência cardíaca.

Como um coração saudável torna-se fraco

Os pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Stanford e seus colaboradores criaram um dos primeiros mapas para revelar a atividade dos genes e a conectividade quando o coração é desligado.

O Dr Euan Ashley, professor de medicina, genética e ciência de dados biomédicos em Stanford, chama- a de rede de genes. Essas redes, ele disse, são semelhantes às redes sociais. “Digamos que estes genes sejam como pessoas em uma empresa, poderíamos ver que eles tendem a estacionar na mesma área, ir ao mesmo escritório e almoçar no mesmo lugar, eles se movem juntos, e por isso pode ser razoavelmente compreendido que eles estão de alguma forma relacionados uns aos outros”, disse ele.

Traçar uma rede de genes para identificar como um coração saudável torna-se fraco é assim, só que em vez de assistir a movimentos físicos, os pesquisadores observavam mudanças na expressão gênica, prestando atenção em como ela muda à medida que os corações saudáveis ​​se degeneram.

Ao delinear essas redes de genes, o grupo descobriu um gene em particular que parece estar no centro da ação. Parece estar altamente ligado à insuficiência cardíaca, o que significa que sua atividade é semelhante à de muitos vizinhos. O que é ainda mais emocionante, disse o Dr Ashley, é que quando os pesquisadores desativaram a função desse gene em modelos de insuficiência cardíaca em camundongos, os ratos foram protegidos e não sucumbiram à condição cardíaca.

Acompanhando a transição

O grupo coletou amostras de tecido de mais de 300 corações (metade de corações removidos de pacientes com insuficiência cardíaca que estavam recebendo transplantes de coração e metade de corações de doadores saudáveis) e realizou testes genômicos para determinar a atividade da expressão gênica.

Como um coração saudável torna-se fraco

Até o momento, estudos que comparam a genômica de corações saudáveis ​​e insuficiência cardíaca ocorreram principalmente em camundongos. Mas com o tecido cardíaco saudável do doador, a equipe foi capaz de comparar e contrastar informações genômicas em corações humanos. Eles descobriram que menos vias biológicas estavam envolvidas na insuficiência cardíaca em comparação com corações saudáveis, mas havia mais genes envolvidos nessas vias. É quase como se as células estivessem “concentrando” seus esforços, supostamente como parte de um último esforço para estabilizar o coração em declínio.

O estudo completo foi publicado hoje na revista científica Nature Communications.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.