Identificado novo alvo terapêutico para o cânceres colorretais!

Pesquisadores da Universidade de Toronto no Canadá, identificaram uma proteína chave que suporta o crescimento de muitos cânceres colorretais. O estudo revela que uma proteína chamada Importin-11 transporta a proteína βcatenina causadora de câncer para o núcleo das células cancerígenas do cólon, onde pode levar à proliferação celular. A inibição dessa etapa de transporte pode bloquear o crescimento dos cânceres colorretais causado ​​por níveis elevados de βcatenina.

O Cânceres colorretais

Cerca de 80% dos cânceres colorretais estão associados a mutações em um gene chamado APC que resultam em níveis elevados da proteína βcatenina. Esse aumento na βcatenina é seguido pelo acúmulo da proteína no núcleo celular, onde pode ativar numerosos genes que estimulam a proliferação celular e promovem o crescimento e a manutenção de tumores colorretais.

Mas como a βcatenina entra no núcleo celular depois que seus níveis aumentam é pouco conhecida. “Como os mecanismos moleculares subjacentes ao transporte nuclear de βcatenina permanecem incertos, decidimos identificar os genes necessários para a atividade contínua da βcatenina nas células cancerígenas colorretais que abrigam mutações do APC”, diz Stephane Angers, professora do Departamento de Ciências Farmacêuticas da Faculdade de Farmácia Leslie Dan da Universidade de Toronto.

Usando a tecnologia de edição de DNA do CRISPR, Angers e seus colegas, desenvolveram uma nova técnica que lhes permitiu rastrear o genoma humano em busca de genes que apoiam a atividade da βcatenina em células cancerígenas colorretais, depois que seus níveis foram elevados por mutações no gene APC. Um dos principais genes que eles identificaram foi o IPO11, que codifica uma proteína chamada Importin-11, conhecida por estar envolvida na importação nuclear.

Os pesquisadores descobriram que a Importin-11 se liga à βcatenina e a leva para o núcleo das células cancerígenas colorretais com mutações no APC. A remoção da Importin-11 dessas células impediu a βcatenina de entrar no núcleo e ativar seus genes-alvo.

Novo alvo Identificado para o tratamento de cânceres colorretaisOs pesquisadores descobriram que os níveis de Importina-11 são frequentemente elevados no câncer colorretal humano. Além disso, a remoção da Importin-11 inibiu o crescimento de tumores formados por células cancerígenas mutantes do APC isolados de pacientes.

“Concluímos que a Importin-11 é necessária para o crescimento de células cancerígenas colorretais”, diz Angers.

Aprender mais sobre como a Importin-11 transporta a βcatenina para o núcleo pode ajudar os pesquisadores a desenvolver novas terapias que bloqueiam esse processo e reduzem o crescimento de câncer colorretal causado por mutações no APC.

 

______________________

O estudo foi publicado por completo no periódico científico Journal of Cell Biology.

* “IPO11 mediates βcatenin nuclear import in a subset of colorectal cancers” – 2019.

Autores do estudo: Monika Mis, Siobhan O’Brien, Zachary Steinhart, Sichun Lin, Traver Hart, Jason Moffat, Stephane Angers – 10.1083/jcb.201903017

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.