Confirmado transmissão de humano para humano do vírus do tipo SARS na China!

Um vírus do tipo SARS que se espalhou pela China e atingiu outras três nações asiáticas é contagioso entre os seres humanos, disse um especialista do governo na segunda-feira, alimentando os temores de um grande surto, já que milhões viajam para o feriado do Ano Novo Lunar.

Vírus do tipo SARS?

A nova cepa de coronavírus, descoberta pela primeira vez na cidade central de Wuhan, causou alarme por causa de sua conexão com a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS ou SARA em português), que matou quase 650 pessoas na China continental e Hong Kong em 2002-2003.

O número total de pessoas diagnosticadas com o vírus aumentou para 218, quando Pequim e Xangai confirmaram seus primeiros casos nesta segunda-feira, enquanto mais de uma dúzia surgiram no sul da província de Guangdong e 136 novos foram encontrados no fim de semana em Wuhan, de acordo com a emissora estatal chinesa CFTV.

Uma terceira pessoa morreu em Wuhan, informou a comissão local de saúde. Os cientistas se esforçaram para determinar o modo de transmissão, com um mercado de frutos do mar em Wuhan, a priore acredita-se ser o centro do surto.

Zhong Nanshan, um renomado cientista da Comissão Nacional de Saúde que ajudou a expor a escala do surto de SARS, disse que os pacientes podem contrair o novo vírus sem ter visitado a cidade. “Atualmente, pode-se dizer que é afirmativo que exista o fenômeno da transmissão de humano para humano”, disse ele em entrevista à CCTV.

Em Guangdong, dois pacientes foram infectados por familiares que visitaram Wuhan, explicou Zhong. Agora 14 equipes médicas que ajudam com pacientes com coronavírus também foram infectadas, disse ele, embora tenha acrescentado que mais de 95 do total de casos estão relacionados a Wuhan.

A Organização Mundial da Saúde disse anteriormente que uma fonte animal parecia ser “a fonte primária mais provável”, com “alguma transmissão limitada de humano para humano ocorrendo entre contatos próximos”.

Wuhan tem 11 milhões de habitantes e serve como um importante centro de transporte, inclusive durante o feriado anual do Ano Novo Lunar, que começa no final desta semana e terá centenas de milhões de chineses viajando pelo país para visitar suas famílias.

Pesquisando sobre o assunto pela primeira vez, o presidente Xi Jinping disse na segunda-feira que a salvaguarda da vida das pessoas deve receber “prioridade máxima” e que a propagação da epidemia “deve ser resolutamente contida”, segundo a CCTV.

O presidente disse que é necessário “divulgar informações sobre a epidemia em tempo hábil e aprofundar a cooperação internacional” e garantir que as pessoas tenham um “Festival da Primavera estável e pacífico”, disse a emissora.

Cinco casos foram registrados em Pequim, enquanto em Xangai uma mulher de 56 anos de idade que veio de Wuhan foi hospitalizada e em condições estáveis, disseram autoridades de saúde locais. Nesta segunda-feira (20), a Coréia do Sul também relatou seu primeiro caso – uma mulher de 35 anos que veio de Wuhan. A Tailândia e o Japão confirmaram anteriormente um total de três casos – todos os quais haviam visitado a cidade chinesa.

Há também seis casos suspeitos em Xangai e quatro províncias e regiões no leste, sul e sudoeste do país. A Comissão Nacional de Saúde disse no domingo que especialistas acreditam que a epidemia “ainda pode ser controlada”.

Medidas de detecção

A OMS disse que os novos casos na China foram o resultado de “maior busca e teste para o vírus entre pessoas doentes com doenças respiratórias”.

Confirmado transmissão de humano para humano do vírus do tipo SARS na ChinaCientistas do Centro de Análise Global de Doenças Infecciosas do Imperial College, em Londres, alertaram em um artigo publicado sexta-feira que o número de casos em Wuhan provavelmente está próximo de 1.700, muito superior ao número oficial.

As autoridades de Wuhan disseram que instalaram termômetros infravermelhos em aeroportos e estações ferroviárias e rodoviárias em toda a cidade. Os passageiros com febre estavam sendo registrados, recebendo máscaras e levados a instituições médicas.

Imagens da TV estatal mostraram equipes médicas trabalhando dentro de uma ala de isolamento em um hospital de Wuhan em trajes de proteção.

Em Hong Kong, as autoridades de saúde disseram que estavam ampliando as verificações aprimoradas de chegadas para incluir qualquer pessoa que chegasse da província de Hubei, não apenas sua capital, Wuhan. Mais de 100 pessoas estão sendo monitoradas na cidade.

Os passageiros também estão sendo rastreados em alguns aeroportos da Tailândia e dos Estados Unidos. Em Wuhan, 170 pessoas ainda estão sendo tratadas no hospital, incluindo nove em estado crítico, informou a comissão de saúde da cidade.

A mídia estatal chinesa trabalha para acalmar a população, enquanto a discussão sobre o coronavírus se espalhando por outras cidades chinesas e aumenta nas mídias sociais.

Organizações de saúde em todo o mundo estão de olho neste surto do vírus do tipo SARS, e neste momento toda precaução é importante. Seguiremos acompanhando a medida que os novos casos forem surgindo.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.