Paracetamol para tratamento da dor perineal no pós-parto

Pesquisadores realizaram uma revisão de estudos para analisar se uma dose única de paracetamol (acetaminofeno) diminui a incidência  de dor perineal em mulheres depois do parto vaginal.

Os autores coletaram e avaliaram todos os estudos importantes para resolver esta dúvida (a pesquisa aconteceu até dezembro de 2019).

Objetivo da revisão

O principal objetivo foi determinar a eficiência de uma administração única de paracetamol (acetaminofeno) para aliviara dor perineal aguda no pós parto.

Critério de seleção

Foram incluídos ensaios clínicos randomizados (ECRs), com cluster-RCTs, que compararam o paracetamol com o placebo. Quase ECRs e ensaios crossover foram excluídos.

As informações dos resumos seriam adicionadas somente se os autores tivessem concordado por escrito que os dados a serem incluídos na revisão vieram da avaliação final e não sofreriam alterações.

Coleta e análise de dados

Dois autores analisaram cada estudo para a inclusão e extraíram as informações. Um autor da revisão examinou as decisões e confirmou os cálculos para as pontuações de alívio da dor.

Todas as evidências foram avaliadas com base na abordagem GRADE.

Importância da revisão

O nascimento de um bebê deve ser um momento muito esperado para as gestantes e sua família. A dor perineal muitas vezes pode influenciar no bem-estar das mulheres e causar vários problemas no cuidados dos bebês.

O períneo é uma área em formato de diamante que fica entre a vagina e o ânus e pode ser machucado ou rasgado no nascimento do bebê. Algumas gestantes recebem um corte no períneo (uma episiotomia) para ajudar o bebê a nascer. Episiotomias e lacerações naturais requerem pontos (suturas).

Também pode ser preciso utilizar uma pinça ou sucção (ventouse) para auxiliar o parto. Qualquer intervenção desse tipo pode culminar em desconforto e dor perineal. Diminuir a possibilidade de trauma perineal e muitas vezes de dor perineal intensa é obviamente importante, pois pode reduzir a capacidade da mulher de se movimentar, amamentar e cuidar do bebê.

Além disso, a dor perineal pode causar incontinência urinária ou fecal e sexo dolorido. A dor pode  permanecer por semanas, meses e até mais tempo. Por isso o controle da dor é tão fundamental.

A revisão sobre o uso do paracetamol é parte de várias revisões que avaliam a eficácia de medicamentos no alívio da dor perineal nas primeiras horas depois do parto.

Evidências encontradas

Não foram encontrados novos estudos na atualização, então a revisão ainda conta com 10 estudos envolvendo 1.301 mulheres. Os ensaios eram bem antigos, variando entre os anos de 1970 e o início dos anos 1990.

Todos os estudos avaliaram o alívio da dor perineal associada a trauma, mas nenhum ensaio em que a dor foi associada a períneo intacto foi localizado. No geral, a evidência era de qualidade baixa por conta da metodologia pouco clara relatada e a divergência dos resultados.

O paracetamol pode diminuir o número de pacientes que sofrem com dor quatro horas depois do nascimento (10 ensaios, 1279 mulheres), e menos mulheres podem necessitar de alívio adicional da dor com paracetamol (oito ensaios, 1132 mulheres).

Somente um ensaio relatou a quantidade de pacientes com náuseas (enjoos) ou sonolência sem diferenças claras identificadas. Não houve outros tipos de efeitos adversos e nenhum dos estudos avaliou os efeitos nos bebês.

O que isto significa?

O paracetamol em geral é eficiente como analgésico e possui poucos efeitos colaterais. A revisão mostrou que pode haver certo benefício especificamente com dose única do medicamento para dor perineal no pós-parto vaginal.

As pacientes que amamentam precisam ficar alertas sobre a informação escassa que está disponível sobre os efeitos do paracetamol nos bebês.

Conclusão dos autores

A dose única do paracetamol pode ajudar no alívio da dor perineal depois do parto vaginal e pode diminuir a necessidade de alívio adicional da dor.

Os efeitos adversos potenciais para as mães e recém-nascidos não foram examinados de forma adequada.

Quaisquer outros estudos também precisam abordar as lacunas das evidências relativas aos resultados maternos, como satisfação com o cuidado pós-natal, funcionamento/bem-estar materno (apego emocional, autoeficácia, competência, autonomia, confiança, autocuidado, habilidades de enfrentamento) e drogas neonatais efeitos adversos.

________________________________

O estudo original foi publicado na Cochrane Library

“Paracetamol/acetaminophen (single administration) for perineal pain in the early postpartum period” – 2021

Autores do estudo: Abalos E, Sguassero Y, Gyte GML – 10.1002/14651858.CD008407.pub3

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.