A OMS recomenda apenas 1 hora de tecnologia por dia para as crianças!

Crianças abaixo de 5 anos de idade não devem passar mais de uma hora por dia assistindo TV, filmes ou curtindo videogames, e crianças menores de um ano não devem ser expostas a telas digitais em nenhum aspecto, a recomendou a Organização Mundial de Saúde (OMS) em um comunicado a impressa nesta quarta-feira (24 de abril).

Alerta da OMS aos pais

A empresa das Nações Unidas, que emitiu seus primeiros indicadores, disse que menores de 5 anos precisam movimentar-se mais e ter bastante sono para ajudar a desenvolver bons hábitos para toda a vida e interromper problemas de peso e doenças diferentes na vida adulta.

“O que estamos alertando é sobre o uso excessivo dessas instâncias de exibição digital com crianças mais jovens”, disse Fiona Bull, instrutora da OMS, que instruiu um briefing de informações.

Em seus indicadores, a OMS mencionou que as crianças entre um e quatro anos deveriam gastar pelo menos três horas em ações corporais que se desdobram durante todo o dia. Bebês abaixo de um devem trabalhar juntos em jogos no chão e ficar longe de todas as telas, mencionou.

Crianças-e-Dispositivos-Alerta-OMS

Ser sedentário desde a infância está aumentando o número de pessoas com sobrepeso ou obesidade em todo o mundo, mencionou a OMS. O peso extremo pode resultar em perda prematura de vida devido a doenças coronarianas, diabetes, hipertensão e alguns tipos de câncer.

“Para parar essas mortes, as ações devem começar já primeira infância. Um em cada três adultos atualmente é obeso ou com excesso de peso, e um em cada quatro adultos não faz exercício físico suficiente. O poder de sono inadequado em crianças tem sido relacionado ao acúmulo elevado de gorduras extremas, medido pelo índice de massa corporal (IMC). Nesta faixa etária abaixo de cinco anos, são atualmente 40 milhões de crianças em todo o mundo (que) são obesos. Desses, 50% estão na África e na região sudeste da Ásia”, disse a Dra Fiona Bull.

Isso interpreta 5,9% dos jovens em todo o mundo.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.