Mortos por vírus na China aumenta para 41, e os casos passam 1.300

O Número de mortos por vírus na China aumenta para 41, e segundo relatórios oficiais do governo chinês e da OMS, os casos sobem para quase 1.300 neste sábado (25).

Mortos por vírus na china

As 15 novas mortes ocorreram em Wuhan, a cidade de 11 milhões de habitantes onde o contágio respiratório mortal surgiu pela primeira vez, a cidade recebeu uma grande quantidade de pessoas devido a comemoração do ano novo lunar, o que ajudou na propagação do vírus.

Em um comunicado oficial nesta manhã de sábado, a Comissão Nacional de Saúde da China informou que pelo menos 444 novos casos do vírus foram encontrados, elevando o número total para 1.287.

A doença se espalhou para 30 províncias, regiões autônomas e municípios. Wuhan e outras 13 cidades de Hubei foram encerradas em um esforço de quarentena sem precedentes, com o objetivo de conter o contágio respiratório mortal, que se espalhou para vários outros países.

A Comissão de Saúde de Hubei também relatou 180 novos casos no geral na província, 77 deles em Wuhan, mas a maior parte do restante se espalhou pelas cidades menores, fechadas. Atualmente, existem 729 casos apenas em Hubei. Várias dessas cidades estavam relatando seus primeiros casos do patógeno – o novo coronavírus de 2019 (2019-nCoV) – informou a comissão.

O vírus anteriormente desconhecido causou preocupação global devido à sua semelhança com a SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que matou centenas na China continental e Hong Kong em 2002-2003.

Também atingiu o pior momento para a China, quando centenas de milhões de pessoas estão viajando pelo país ou para o exterior para comemorar o feriado do Ano Novo Lunar, o festival mais importante da China.

O Mundo em alerta

Segundo cálculos divulgados ontem sexta-feira (24) por pesquisadores franceses, há até 70% de chance de um paciente portador do coronavírus mortal originário da China chegar à Europa. O Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica (Inserm) analisou rotas de vôo entre a Europa e a China, onde centenas de pessoas contraíram o vírus nunca visto antes.

Mortos por vírus na China aumenta para 41Três casos do coronavírus foram “confirmados” na França, o primeiro na Europa, disseram autoridades nesta sexta-feira. O primeiro caso envolveu um paciente em hospital na cidade de Bordeaux, no sudoeste, enquanto o outro estava em Paris, disse a repórteres a ministra da Saúde da França, Agnes Buzyn.

Uma terceira pessoa, que é parente próximo de um dos outros dois, também foi confirmada como portadora do vírus, informou o Ministério da Saúde mais tarde.

A Austrália confirmou no sábado seu primeiro caso do novo coronavírus. Segundo informou o goveno Australiano um homem doente chegou a Melbourne da China há uma semana, da cidade chinesa de Wuhan, o epicentro do surto.

Nossa equipe entrou em contato com o Itamaraty sobre as possibilidades do coronavírus chegar também ao brasil, e em nota nos informou “que todas medidas de precaução estão sendo tomadas e uma equipe foi montada para monitorar aeroportos e possíveis rotas de chegada ao Brasil, em especial de pessoas oriundas da China”.

O mundo em alerta acompanha atentamente a evolução do surto e ao número de mortos por vírus na China.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.