Cefopemax


Cefopemax – Bula do remédio

Cefopemax com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Cefopemax têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Cefopemax devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Itafarma

Apresentação de Cefopemax

fr.-ampola c/ 1 g.

Cefopemax – Indicações

O Cefopemax é indicado no tratamento de infecções
causadas por bactérias sensíveis à Cefoperazona e na
profilaxia de infecções pós-operatórias em pacientes
submetidos à cirurgia abdominal, ginecológica,
cardiovascular e ortopédica.

Contra-indicações de Cefopemax

O Cefopemax é contra-indicado em pacientes com
conhecida alergia aos antibióticos da classe das
cefalosporinas

Advertências

Antes de ser instituída a terapêutica com Cefoperazona deve-se pesquisar antecedentes de reações de hipersensibilidade
às Cefalosporinas e às Penicilinas. Se durante o tratamento ocorrer uma reação alérgica à droga, deverá ser
imediatamente suspensa a administração e o paciente
tratado com os agentes usuais (adrenalina ou outras
aminas pressoras, anti-histamínicos ou corticóides).
A segurança e a eficácia do uso do Cefopemax não estão
bem estabelecidas.
Em pacientes que requerem alimentação artificial via oral
ou parenteral devem ser evitadas as soluções contendo etanol. Assim como outros antibióticos pode ocorrer crescimento de organismo não susceptíveis durante o uso prolongado do Cefopemax.

Uso na gravidez de Cefopemax

Ainda que não haja evidência experimental de efeitos embriopáticos ou teratogênicos, a administração da Cefoperazona durante os primeiros meses de gestação,
deve ser feita após análise criteriosa dos benefícios contra possíveis riscos.
A Cefoperazona é excretada em pequenas quantidades no leite materno e, como tal, aconselha-se precaução quando
for administrada no período de amamentação.

Interações medicamentosas de Cefopemax

Devido ao amplo espectro de ação do Cefopemax, a maioria
das infecções podem ser tratadas adequadamente com
este antibiótico isolado. Entretanto, o Cefopemax pode ser
usado concomitantemente com outros antibióticos quando
tais combinações forem indicadas.
A administração de antibióticos cefalosporínicos deve ser
feita com cautela em pacientes que estejam sob tratamento
concomitante com drogas nefrotóxicas como antibióticos
aminoglicosídeos ou com diuréticos potentes como a
furosemida. A função renal deve ser monitorada,
especialmente se doses elevadas do aminoglicosídeo
forem administradas ou a terapia for prolongada.
Se houver necessidade de administrar concomitantemente
o cloranfenicol deve ser considerada a possibilidade de
antagonismo.
Em relação às interações em testes laboratoriais, podem
ocorrer reações falso-positivas para glicose na urina
quando são empregadas as soluções reagentes de Benedict
e Fehling.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Cefopemax

As reações adversas são pouco freqüentes, incluindo:
– Hipersensibilidade, erupções maculopapular ou
urticariformes, febre, prurido e mais raramente angioedema
e anafilaxia, incluindo broncoespasmos e (ou) hipotensão.
– Hematológicas: muito raramente têm sido observadas
leucopenia transitória, eosinofilia transitória, neutropenia,
trombocitopenia, diminuição da hemoglobina ou hematócrito
e positividade do teste de Coombs.
– Hepáticas: foram observadas elevações transitórias nos
níveis de DGO,TGP e Fosfatase alcalina.
– Gastrointestinais: sintomas de colite pseudo-membranosa
podem aparecer durante ou após o tratamento com
antibióticos. Alterações no trânsito intestinal (fezes líquidas
ou diarréia) foram relatadas.
-Reações locais: Cefoperazona é bem tolerada após
administração intramuscular. Ocasionalmente, dor
transitória pode seguir-se à administração IM. Assim como
com outras cefalosporinas, quando a Cefoperazona é
administrada através de cateter intravenoso, alguns
pacientes desenvolvem flebite no local da infusão.

Cefopemax – Posologia

O Cefopemax deve ser usado exclusivamente por via parenteral, variando a dose em função da gravidade,
sensibilidade e tipo de infecção, bem como da idade e peso do paciente. Os pacientes com função renal prejudicada, não necessitam de ajuste posológico, quando for administrada a posologia usual.
Adultos: 2 a 4g fracionados, a cada 12 horas. Em infecções
severas, a dose pode ser aumentada até um total de 8g/dia,
em doses igualmente divididas a cada 12 horas. Doses
diárias de 12g divididas em doses iguais a cada 12 horas
e uso de até 16g/dia divididas, têm sido reportadas sem
complicações. O tratamento pode ser iniciado antes dos
resultados dos testes de susceptibilidade estarem
disponíveis. Em pacientes cuja velocidade de filtração
glomerular seja inferior a 18ml/minuto ou cujo nível sérico
da creatinina seja superior a 3,5mg/dl, a dose máxima deverá
ser de 4g/dia.
Administração Intravenosa:
Para a administração intravenosa contínua, o pó estéril
contido no frasco-ampola pode ser reconstituído com
qualquer solução compatível apropriada para administração
intravenosa (glicose 5%, cloreto de sódio 0,9%, solução
glicofisiológica e água para injeção). Para facilitar a
reconstituição é recomendado o uso de 5ml da solução
compatível para cada 1g de cefoperazona. A solução
resultante deverá ser posteriormente diluída para a
administração, usando qualquer uma das seguintes
soluções para infusão intravenosa: glicose 5% ou 10%,
solução glicofisiológica, cloreto de sódio 0,9% e Ringer
lactato. Para injeção intravenosa direta, a dose máxima de
Cefoperazona deverá ser de 2g para adultos. A droga deverá
ser diluída em diluente apropriado para fornecer uma
concentração final de 100 mg/ml e administrada durante
um período não inferior a 3,5 minutos.
A solução de Cefoperazona e Aminoglicosídeos não deve
ser misturada diretamente, uma vez que existem
incompatibilidades físicas entre as drogas. Caso a terapia
combinada seja indicada, a mesma poderá ser realizada
por infusão intravenosa seqüencial intermitente, contanto
que sejam utilizados equipos diferentes para cada um dos
medicamentos e que entre as doses seja realizada
irrigação adequada com diluentes apropriados. Sugere-
se também que a Cefoperazona seja administrada antes do
Aminoglicosídeo.
Administração Intramuscular:
O diluente utilizado deverá ser água para injeção. Quando
concentrações de 250mg/ml ou mais são administradas,
uma solução de lidocaína deverá ser utilizada. Estas
soluções devem ser preparadas usando uma combinação
de água para injeção e solução de cloridrato de lidocaína
2% para obter uma solução de aproximadamente 0,5%.
Recomenda-se um processo de diluição em duas etapas
como se segue: primeiro, adicionar a quantidade
necessária de água para injeção e agitar até que o pó estéril
esteja completamente dissolvido; segundo, adicionar a
quantidade necessária de lidocaína 2%, e misturar. As
quantidades necessárias para diluição estão abaixo:
presentação
Volume
(g/frasco)
Concentração final
de Cefoperazona
mg / ml
Passo 1
Volume de
água estéril
Passo 2
Volume de
lidocaína 2%
Retirável*
1,0
250
2,6 ml
0,9 ml
4,0 ml
333
1,8 ml
0,6 ml
3,0 ml
* Está presente um excesso suficiente para permitir a retirada e adminsitração do
volume declarado
A droga deverá ser administrada por injeção intramuscular
profunda no quadrante superior externo da região glútea
ou região anterior da coxa.
– Estabilidade: As soluções reconstituídas de Cefopemax
podem ser armazenadas em seringas de vidro ou plástico,
ou em recipientes de vidro ou plástico flexível para soluções
parenterais. As amostras congeladas devem ser
descongeladas antes do uso. Após descongelamento, as
porções não usadas devem ser descartadas. Não recongelar.

Superdosagem

Não ha relatos de superdosagem com a Cefoperazona,
porém deve-se prever, a exemplo de outras cefalosporinas,
a possibilidade de levar à ocorrência de seqüelas
neurológicas incluindo encefalopatia, convulsões e coma.

Cefopemax – Informações

A Cefoperazona, como os demais antibióticos bactericidas
semi-sintéticos do grupo das cefalosporinas, atua
impedindo a terceira etapa da síntese bacteriana, um
processo denominado transpeptidação, por antagonismo
competitivo com a enzima transpeptidase. Apresenta uma
taxa de fixação às proteínas plasmáticas em torno de 93%
e elevados níveis de concentração tissular e nos fluidos
orgânicos. Os níveis séricos obtidos após administração
parenteral, além de elevados, são prolongados, os quais
diminuem com uma meia-vida de aproximadamente duas
horas. Assim, após a injeção de 1000 mg , prontamente são
atingidos níveis máximos de 114 mcg/ml e 52 mcg/ml,
respectivamente, em 30 minutos seqüentes à administração
intravenosa e intramuscular. Após uma dose simples IM ou
IV, cerca de 20% a 30% da dose são excretadas nas 12
horas seguintes através da urina, sendo em maior
quantidade excretada pela bile.

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.