Eficácia e segurança de tratamentos para mulheres em pré-menopausa

Miomas uterinos são tumores não cancerosos no útero, comuns em mulheres na pré-menopausa. A maioria dos miomas não causa sintomas, mas algumas mulheres apresentam sintomas significativos.

Os sintomas comuns incluem sangramento uterino anormal (sangramento menstrual mais intenso ou mais longo do que o normal), pressão pélvica (frequência urinária, constipação) e dor pélvica.

O tratamento para miomas inclui tratamento médico, cirurgia ou ambos. Os tratamentos médicos são considerados o tratamento de primeira linha, para preservar a fertilidade e evitar ou atrasar a cirurgia. A cirurgia pode remover o mioma ou todo o útero, dependendo da situação.

Os progestágenos (medicamentos semelhantes ao hormônio natural, a progesterona) podem ser tomados por via oral ou por injeção. O acetato de medroxiprogesterona de depósito (DMPA) é um hormônio progesterona sintético, administrado por injeção intramuscular, que pode prevenir o crescimento de miomas uterinos.

O sistema intrauterino de liberação de progestogênio (levonorgestrel) (SIU-LNG) é um dispositivo colocado dentro do útero, que libera progesterona e suprime o endométrio, ou revestimento uterino, para reduzir o fluxo sanguíneo menstrual.

Pergunta de revisão

Os progestágenos ou os sistemas intrauterinos de liberação de progestágenos (SIU-LNG) são tratamentos eficazes para mulheres na pré-menopausa com miomas uterinos que não estão se preparando para a cirurgia?

Objetivos

Para determinar a eficácia dos progestágenos ou sistemas intrauterinos de liberação de progestagênio no tratamento de mulheres na pré-menopausa com miomas uterinos.

Critério de seleção

Todos os ensaios clínicos randomizados (ECRs) publicados ou não publicados que avaliam o efeito de progestágenos ou sistemas intrauterinos de liberação de progestagênio no tratamento de mulheres na pré-menopausa com miomas uterinos.

Coleta e análise de dados

Dois autores extraíram independentemente os dados, avaliaram o risco de viés e avaliaram a qualidade das evidências usando a abordagem GRADE.

Características do estudo

Foram incluídos quatro ensaios clínicos randomizados, com um total de 221 mulheres com miomas uterinos, 161 mulheres foram randomizadas para comparar o SIU-LNG a outro tratamento médico (contraceptivo oral combinado de baixa dosagem (OCP) ou progestagênio oral (acetato de noretisterona (NETA)), e 60 mulheres foram randomizadas para comparar o progestágeno oral ao acetato de goserelina (medicamento injetado que suprime o hormônio estrogênio).

Os estudos relataram sintomas relacionados aos miomas uterinos, como perda de sangue menstrual e tamanho dos miomas. As evidências vão até julho de 2020.

Principais resultados

Evidências de qualidade muito baixa sugerem que não há certeza se o uso de um SIU-LNG reduz o sangramento uterino anormal ou aumenta os níveis de hemoglobina mais do que o uso de OCP ou NETA em mulheres na pré-menopausa com miomas uterinos.

Também não Existe certeza se o progestágeno oral reduz o sangramento uterino anormal mais do que o acetato de goserelina.

Mulheres que passaram pelo SIU-LNG eram mais propensas a relatar mais manchas do que aquelas que tomavam NETA. As evidências sobre o tamanho dos miomas e eventos adversos para progestágenos foram pouco relatadas e inconclusivas.

Qualidade da evidência

A evidência era de qualidade muito baixa. As principais limitações da evidência foram os relatórios pobres dos métodos de estudo (alto ou pouco claro risco de viés), a falta de resultados precisos e o pequeno número de estudos e participantes.

Implicações para a Prática

Devido às evidências de qualidade muito baixa, os autores não estão certos se o sistema intrauterino de liberação de levonorgestrel (SIU-LNG) reduz o sangramento uterino anormal ou aumenta os níveis de hemoglobina em mulheres na pré-menopausa com miomas uterinos, em comparação com anticoncepcionais orais combinados (OCP) ou noretisterona. acetato.

Não houve evidência suficiente para determinar se o SIU-LNG reduz o tamanho dos miomas uterinos em comparação com o COC. Não há certeza se os progestágenos orais reduzem o sangramento uterino anormal tão efetivamente quanto o acetato de goserelina, mas as mulheres relataram menos eventos adversos, como ondas de calor.

Conclusões dos autores

Devido às evidências de qualidade muito baixa, a equipe não tem certeza se o SIU-LNG reduz o sangramento uterino anormal ou aumenta os níveis de hemoglobina em mulheres na pré-menopausa com miomas uterinos, em comparação com OCP ou acetato de noretisterona.

Não houve evidência suficiente para determinar se o SIU-LNG reduz o tamanho dos miomas uterinos em comparação com o OCP. Não existe certeza certeza se os progestágenos orais reduzem o sangramento uterino anormal tão efetivamente quanto o acetato de goserelina, mas as mulheres relataram menos eventos adversos, como ondas de calor.

_____________________________

O estudo original foi publicado na Cochrane Library

* “Progestogens or progestogen‐releasing intrauterine systems for uterine fibroids (other than preoperative medical therapy)” – 2020

Autores do estudo: Sangkomkamhang US, Lumbiganon P, Pattanittum P – 10.1002/14651858.CD008994.pub3

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.