Desmurin


Desmurin – Bula do remédio

Desmurin com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Desmurin têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Desmurin devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Biolab

Apresentação de Desmurin

Comprimido 0,1 mg: Caixa com 30 comprimidos.
Comprimido 0,2 mg: Caixa com 30 comprimidos.
Spray nasal 0,1mg/ml: Frasco contendo 2,5 ml.

Desmurin – Indicações

Desmurin contém desmopressina, um análogo estrutural do hormônio natural vasopressina. Duas alterações químicas foram feitas no hormônio, desaminação da 1-cisteína e a substituição da 1- arginina por d-arginina; Estas mudanças estruturais resultaram em um composto com um aumento significativo da potência antidiurética e muito pouca atividade na musculatura lisa. A duração do efeito antidiurético é de aproximadamente 8 a 12 horas.

Spray nasal
– Diabetes insipidus central, teste de capacidade da concentração renal.
– Enurese noturna primária: Desmurin é indicado para o tratamento curto da enurese noturna primária em crianças com cinco anos ou mais, que têm capacidade normal de concentrar urina.

Comprimidos
– Diabetes insipidus central e enurese noturna primária em crianças com cinco anos ou mais, noctúria em adultos.

Contra-indicações de Desmurin

Desmurin não pode ser usado nos casos de:
– polidpsia habitual e psicogênica
– insuficiência cardíaca e outras condições que requerem tratamento com agentes diuréticos;
– hipersensibildiade a qualquer componente da fórmula.

Advertências

Gerais – Precauções para prevenir o excesso de fluido devem ser tomadas nos casos de:
– Pacientes muito jovens e idosos.
– Condições caracterizadas por desequilíbrio eletrolítico ou fluídico.
– Pacientes com risco de aumento da pressão intracraniana.

Mudanças na mucosa nasal, como edema ou outras doenças, podem causar erro, absorção insuficiente e, nestes casos, Desmurin por via intranasal não deverá ser usado. Precauções adicionais para o uso em teste de capacidade de concentração renal: o teste realizado em crianças abaixo de 1 ano de idade deve ser realizado sob supervisão cuidadosa em hospital.

Atenção especial deve ser depositada no risco de retenção de água. A ingestão de líquido deve ser restrita à menor quantidade possível e o peso corpóreo deve ser checado regularmente. Quando usado com propósitos de diagnóstico, a ingestão de fluidos não deve exceder meio litro a partir de uma hora antes e até oito horas após a administração. Se houver um aumento gradual de peso corpóreo, decréscimo de sódio sérico abaixo de 130 mmol/l ou da osmolalidade plasmática abaixo de 270 mOsm/kg de peso corpóreo, a ingestão fluídica deve ser reduzida drasticamente e a administração de Desmurin interrompida.

Substâncias as quais são conhecidas por liberar hormônio antidiurético, por ex.: antidepressivos tricíclicos, clorpropamida, carbamazepina podem causar um efeito antidiurético adicional e aumentar o risco de retenção aquosa. Desmurin não reduz o tempo de sangramento em trombocitopenia.

Uso na gravidez de Desmurin

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Não foram realizados estudos crônicos em animais para avaliar o potencial carcinogênico de Desmurin. O efeito de Desmurin na fertilidade humana não é conhecido.

A segurança do uso de Desmurin durante a gravidez não foi estabelecida. Estudos de reprodução em ratos e coelhos, com doses 125 vezes a dose antidiurética usual humana, não apresentaram evidências de prejuízo ao feto atribuídas ao Desmurin. Não há estudos adequados e bem controlados com Desmurin em mulheres grávidas. No entanto, a droga tem sido utilizada durante a gravidez sem efeito adverso para a mãe ou o feto. Embora, ao contrário das preparações contendo hormônios naturais, não tenha sido relatada ação uterotônica com doses antidiuréticas usuais de Desmurin, o médico deve pesar o benefício terapêutico esperado contra o risco potencial.

Lactação ? Não se sabe se o acetato de desmopressina é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno, a decisão entre interromper a droga ou a amamentação deve ser feita levando em conta a importância para a mãe e o risco potencial para a criança.

Interações medicamentosas de Desmurin

A indometacina pode aumentar a magnitude, mas não a duração da resposta à desmopressina. Desmurin deve ser administrado com cautela em pacientes recebendo lítio, doses elevadas de epinefrina, heparina ou álcool, pois a resposta antidiurética ao Desmurin pode estar diminuída. Drogas como clorpropamida, uréia, carbamazepina, clofibrato ou fludrocortisona podem potencializar e/ou prolongar o efeito antidiurético da desmopressina.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Desmurin

Uma pequena porcentagem de pacientes tratados pode apresentar dor de cabeça fadiga, náusea e dor estomacal. Tratamento sem a restrição concomitante da ingestão de líquido pode levar à retenção de água com acompanhamento de sinais e sintomas (redução do sódio sérico, ganho de peso e, em casos mais sérios, convulsões).

Spray nasal:

Comuns (> 1/100):

Geral: dor de cabeça.

Gastrintestinais: dor estomacal, náusea.

Trato respiratório superior: congestão nasal/rinite, epistaxe.

Menos comuns (1/100 ? 1/1000):

pele: reações alérgicas ao conservante.

Comprimido:

Dor de cabeça, náusea, dor de estômago ou epistaxe.

Desmurin – Posologia

Comprimidos:

– Diabetes insipidus central: Uma dose inicial para crianças e adultos é 0,1 mg três vezes ao dia. A dose é então ajustada de acordo com a resposta do paciente. De acordo com a experiência clínica, a dose diária varia entre 0,2 e 1,2 mg. Para a maioria dos pacientes, 0,1 a 0,2 mg três vezes ao dia é o regime de dose ótimo.

– Enurese noturna primária: Uma dose adequada inicial é de 0,2 mg ao deitar-se. A dose pode ser aumentada até 0,4 mg se a dose menor não for suficientemente efetiva; a necessidade para a continuidade do tratamento deve ser reavaliada após, na média, de um período de pelo menos 1 semana sem tratamento com Desmurin. Um consumo restrito de água deve ser observado (ver cuidados especiais).

– Noctúria: Uma dose adequada inicial é de 0,1 mg ao deitar-se. Se esta não for suficientemente efetiva após uma semana, a dose pode ser aumentada para até 0,2 mg, e subseqüentemente 0,4 mg em doses progressivas semanais. A restrição fluídica deve ser observada. O início do tratamento em pacientes com mais de 65 anos de idade não é recomendado. Caso o médico decida iniciar o tratamento nestes pacientes, então o nível de sódio sérico deve ser mensurado antes do início do tratamento e 3 dias após o início ou acréscimo da dosagem e em outros momentos durante o tratamento como julgar necessário o médico. Em caso de sinais ou sintomas de retenção de água e/ou hiponatremia (dor decabeça, náusea/vômito, ganho de peso e, em casos severos, convulsões),o tratamento deve ser interrompido até a recuperação completa do paciente. Quando o tratamento for reiniciado, uma severa restrição da ingestão de fluidos deve ser imposta.

Spray nasal:

-Diabetes insipidus central: A dose é individualizada, mas a experiência clínica tem mostrado que a dose média diária em adultos é de 20 a 40 mcg. Pode ser administrada como uma dose única ou dividida em duas ou três doses. Aproximadamente um terço dos pacientes podem ser tratados com uma única dose diária.

-Teste de capacidade de concentração renal: A dose normal para adultos é de 40 mcg. Para crianças acima de 12 meses, a dose é de 10 a 20 mcg. Para crianças abaixo de 12 meses, a dose é de 10 mcg. Após a administração de Desmurin, qualquer possibilidade de urinar dentro de uma hora é descartada. Durante as próximas 8 horas, duas porções de urina são coletadas para a medida da osmolalidade. Uma ingestão restrita de água deve ser observada. O nível de referência para a osmolalidade normal da urina após a administração de Desmurin é de 800 mOsm/kg para a maioria dos pacientes. Com valores abaixo desse nível, o teste deve ser repetido. Um novo resultado baixo indica uma capacidade prejudicada em concentrar a urina e o paciente deve ser encaminhado para outros exames, a fim de se descobrir a causa do mau funcionamento.

– Enurese noturna primária: A dose clinicamente efetiva varia entre os pacientes e os limites entre 10 mcg e 40 mcg. Uma dose adequada inicial é de 20 mcg ao deitar-se. Uma ingestão restrita de líquidos deve ser observada.

Superdosagem

A overdose aumenta o risco de retenção de fluidos e hiponatremia. Embora o tratamento deva ser individualizado, as seguintes recomendações gerais podem ser dadas:
Hiponatremia assintomática é tratada com a descontinuação do tratamento com desmopressina e restrição fluídica. Infusão de solução isotônica ou hipertônica de cloreto de sódio pode ser adicionada em casos sintomáticos. Quando a retenção fluídica é severa (convulsões e inconsciência) deve ser instituído tratamento com furosemida.
? Pacientes idosos: Veja o item geriatria em Precauções e Advertências.

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *