Cestox


Cestox – Bula do remédio

Cestox com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Cestox têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Cestox devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Merck

Apresentação de Cestox

cx. c/ 4 compr. de 150 mg.

Cestox – Indicações

Os efeitos adversos que ocorreram com freqüência de 1% ou mais foram: dor abdominal, constipação e flatulência. Outros efeitos colaterais relatados em menores proporções foram astenia e cefaléia (0,5 a 0,9%), náusea, diarréia, erupção cutânea, dispepsia, alopecia, tontura, cãibra muscular, mialgia, pancreatite, neuropatia periférica, vômito, prurido anemia. Miopatia foi relatada raramente. Uma síndrome de hipersensibilidade aparente que inclui alguns dos seguintes achados: angiodema, síndrome do tipo lúpus, polimialgia reumática, vasculite, trombocitopenia, eosinofilia, aumento de VHS, artrite, artralgia, urticária, fotossensibilidade, febre, vermelhidão, dispnéia e mal-estar, foram relatadas. Raramente ocorreu rabdomiólise e hepatite/icterícia. Elevações persistentes e acentuadas das transaminases foram raramente relatadas. Elevações na fosfatase alcalina e na y-glutamil-transpeptidase, creatinina fosfoquinase sérica (CPK) derivadas do músculo esquelético foram relatados. Alterações nos testes de função hepática foram geralmente leves e transitórias.

Contra-indicações de Cestox

O produto não deve ser tomado por pessoas com reconhecida
alergia ao praziquantel ou aos demais componentes do
produto e por gestantes durante o primeiro trimestre de
gravidez. Mulheres que estejam amamentando não devem
fazê-lo no dia do tratamento, assim como nos três dias subseqüentes, pois parte do praziquantel sai no leite materno.
É recomendável, no dia do tratamento com o produto e no
dia seguinte, não dirigir automóvel ou operar máquinas,
pois o praziquantel pode prejudicar a coordenação motora.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja
usando, antes do início, ou durante o tratamento, pois
existem remédios que aumentam a quantidade de
praziquantel no sangue e outros que a diminuem.

Advertências

É limitada a experiência em crianças com idades inferiores
a quatro anos. Assim sendo, nesses casos, o emprego do
praziquantel só pode ser feito sob estrito controle médico.
Experiências em animais não demonstraram efeitos
embriotóxicos ou teratogênicos mas, por não existirem
estudos que adequadamente comprovem a segurança de
seu uso durante a gravidez, Cestox só deve ser prescrito
a gestantes em casos de extrema necessidade. A mesma
precaução deve ser observada em relação a mulheres que
estejam amamentando, pois o praziquantel aparece no leite
materno, embora em concentração mínima. Caso usem o
produto, as mulheres não devem amamentar no dia do
tratamento com praziquantel, bem como nas 72 horas
subseqüentes.
O praziquantel pode reduzir a vigilância e prejudicar a
coordenação motora. Por essa razão, os pacientes devem ser aconselhados a não dirigir ou operar máquinas no dia
do tratamento com Cestox, assim como no dia seguinte.
O paciente deve abster-se de bebidas alcoólicas no dia do
tratamento com Cestox e no dia seguinte.
Quando a teníase ou a himenolepíase estiverem associadas
à neurocisticercose, podem surgir reações inflamatórias
locais, que requeiram administração de altas doses de
corticóides. Nesse caso, é aconselhável hospitalização para
assistência médica especializada.

Uso na gravidez de Cestox

veja contra-indicações.

Interações medicamentosas de Cestox

O uso simultâneo de dexametasona ou medicamentos que
estimulam o sistema enzimático metabolizador de drogas
do citocromo P450, como antiepilépticos (carbamazepina,
fenitoína, fenobarbital), pode reduzir a concentração
sanguínea de praziquantel.
A administração concomitante de preparados que inibem o
sistema enzimático do citocromo P450, como por exemplo
a cimetidina, pode causar níveis plasmáticos elevados e
maior tempo de retenção do praziquantel.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Cestox

Os efeitos adversos que ocorreram com freqüência de 1% ou mais foram: dor abdominal, constipação e flatulência. Outros efeitos colaterais relatados em menores proporções foram astenia e cefaléia (0,5 a 0,9%), náusea, diarréia, erupção cutânea, dispepsia, alopecia, tontura, cãibra muscular, mialgia, pancreatite, neuropatia periférica, vômito, prurido anemia. Miopatia foi relatada raramente. Uma síndrome de hipersensibilidade aparente que inclui alguns dos seguintes achados: angiodema, síndrome do tipo lúpus, polimialgia reumática, vasculite, trombocitopenia, eosinofilia, aumento de VHS, artrite, artralgia, urticária, fotossensibilidade, febre, vermelhidão, dispnéia e mal-estar, foram relatadas. Raramente ocorreu rabdomiólise e hepatite/icterícia. Elevações persistentes e acentuadas das transaminases foram raramente relatadas. Elevações na fosfatase alcalina e na y-glutamil-transpeptidase, creatinina fosfoquinase sérica (CPK) derivadas do músculo esquelético foram relatados. Alterações nos testes de função hepática foram geralmente leves e transitórias.

Cestox – Posologia

Os efeitos adversos que ocorreram com freqüência de 1% ou mais foram: dor abdominal, constipação e flatulência. Outros efeitos colaterais relatados em menores proporções foram astenia e cefaléia (0,5 a 0,9%), náusea, diarréia, erupção cutânea, dispepsia, alopecia, tontura, cãibra muscular, mialgia, pancreatite, neuropatia periférica, vômito, prurido anemia. Miopatia foi relatada raramente. Uma síndrome de hipersensibilidade aparente que inclui alguns dos seguintes achados: angiodema, síndrome do tipo lúpus, polimialgia reumática, vasculite, trombocitopenia, eosinofilia, aumento de VHS, artrite, artralgia, urticária, fotossensibilidade, febre, vermelhidão, dispnéia e mal-estar, foram relatadas. Raramente ocorreu rabdomiólise e hepatite/icterícia. Elevações persistentes e acentuadas das transaminases foram raramente relatadas. Elevações na fosfatase alcalina e na y-glutamil-transpeptidase, creatinina fosfoquinase sérica (CPK) derivadas do músculo esquelético foram relatados. Alterações nos testes de função hepática foram geralmente leves e transitórias.

Superdosagem

Em caso de ingestão de doses elevadas, recomenda-se administrar
carvão ativado e purgativos salinos. Considerando a rapidez com
que o praziquantel é absorvido, a administração desses agentes
só é eficaz nas primeiras horas após a ingestão do produto.
As reações adversas gerais desaparecem rapidamente e não
exigem tratamento. As reações adversas decorrentes de alergia
ao praziquantel e às substâncias liberadas pelos vermes mortos
devem ser tratadas com antialérgicos e/ou corticóides.
Em caso de neurocisticercose concomitante, podem ocorrer
reações inflamatórias locais, com aumento da pressão liquórica,
necessitando internação hospitalar, uso endovenoso de
corticóides, manitol, etc.

Cestox – Informações

O praziquantel desregula os mecanismos que controlam o fluxo
de cátions através das membranas celulares dos vermes, inibindo
as enzimas que mantêm os gradientes de íons inorgânicos.
Estimula a entrada de sódio e inibe a de potássio, ocasionando
despolarização nas células do parasita. Parece ativar, de maneira
direta ou indireta, a contração cálcio-dependente da musculatura
do parasita; há rápido aumento da passagem de cálcio para o
interior do parasita, com elevação do tônus muscular. Isso
ocasiona forte contração muscular, que imobiliza o verme
segundos após seu contato com praziquantel. O praziquantel
perturba o metabolismo glicídico dos vermes, havendo redução
na captação de glicose e liberação aumentada de lactato.
Estudos de microscopia eletrônica revelam que, após contato
com o praziquantel, há degeneração do tegumento do verme,
que se apresenta coberto de lesões vacuolares, principalmente
na região do pescoço.

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral. As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. .Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.