Ginoflorax


Ginoflorax – Bula do remédio

Ginoflorax com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Ginoflorax têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Ginoflorax devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Hebron

Apresentação de Ginoflorax

Comprimido vaginal: 600mg de Saccharomyces cerevisiae. Comprimido.

Embalagem com 8 comprimidos, acompanhados de 8 aplicadores ginecológicos descartáveis.

Ginoflorax – Indicações

Ginoflorax® comprimido vaginal é destinado à recomposição da microbiota vaginal desequilibrada por afecções provocadas por agentes patógenos, caracterizando o quadro clínico de vaginose bacteriana.

Contra-indicações de Ginoflorax

Ginoflorax® comprimido vaginal é contraindicado em caso de hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Advertências

O volume do comprimido foi cientificamente dimencionado, considerando as variações de volume da cavidade vaginal, para obter uma cobertura total do epitélio vaginal (fundo de saco e paredes vaginais).

Interações medicamentosas de Ginoflorax

O uso simultâneo de antifúngicos, antibióticos, corticosteroides, imunossupressores orais, sistêmicos ou tópicos, por via vaginal, com o medicamento pode reduzir seu efeito terapêutico.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Ginoflorax

Ainda não são conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas com o uso do Ginoflorax® comprimido vaginal. Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária ? NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Ginoflorax – Posologia

Aplicar um comprimido à noite ao deitar, durante oito dias, ou conforme orientação médica. Modo de usar:

1. Deitar-se sobre o dorso.

2. Aplicar o comprimido, introduzindo o aplicador na cavidade vaginal o mais profundamente possível.

3. Colocar absorvente higiênico.

Fazer abstinência sexual durante o tratamento


Evitar o uso durante o período menstrual.

Via vaginal

Uso adulto

Este medicamento não deve ser partido ou aberto.

Superdosagem

Considerando que o produto não é absorvido pela via vaginal, não há risco de superdosagem.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações sobre como proceder.

Características farmacológicas

A atividade terapêutica deste medicamento é devida às propriedades do Saccharomyces cerevisiae no meio de cultura. Este microorganismo tem pleno desenvolvimento no meio de cultura, a 37 ºC, desempenhando as seguintes ações:

-Ação sobre os germes patógenos presentes no meio vaginal, graças às propriedades antimicrobianas do

Saccharomyces cerevisiae para certos micro-organismos (Estafilococos, Estreptococos, Colibacilos, Proteus, Candida), impedindo o desenvolvimento destes germes na cavidade vaginal.

-Ação cicatrizante e eutrófica sobre o epitélio vaginal, devido à presença das vitaminas do complexo B e aos aminoácidos sintetizados pelo Saccharomyces cerevisiae.

-Ação reguladora da acidez do meio vaginal, por transformação do glicogênio (ação do Saccharomyces cerevisiae) proveniente das células vaginais descamadas, em ácido láctico, devolvendo ao meio vaginal o seu pH normal.

Resultados de eficácia

Estudo clínico prospectivo avaliou a eficácia do uso do Saccharomyces cerevisiae, uma levedura, em 82 mulheres com idade entre 19 e 75 anos, com a média de 35,8 anos, com leucorreia não específica. Foram tratadas por 7 dias com aplicações diárias, por via vaginal, da levedura na apresentação em suspensão.


Reavaliadas no trigésimo dia do estudo, com relação a sintomas clínicos, reações adversas, alterações no esfregaço e pH vaginal. Os resultados mostraram melhoria da sintomatologia clínica em 58 pacientes (70,7%), sem alterações em 21 (25,6%) e piora em 3 (3,7%). As reações adversas foram observadas em 14 pacientes (17%) principalmente ardor, queimor e prurido vaginais. Conclui-se que a recomposição da microbiota vaginal, nas pacientes com vaginose bacteriana, utilizando o Saccharomyces cerevisiae, em suspensão, por via vaginal, é bem aceita pelas usuárias, melhorando os sintomas na grande maioria dos casos.

Armazenagem

Ginoflorax® comprimido vaginal deve ser guardado dentro da embalagem original, à temperatura entre 15 e 30 ºC, ao abrigo da luz e umidade. Nessas condições, o prazo de validade do medicamento é de 18 meses, a partir da data de fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com prazo de validade vencido. Para sua segurança, mantenha o medicamento na embalagem original.

Comprimido oval, liso, isento de material estranho, de cor parda.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres legais

M.S. 1.1557.0041.001-4

Farm. Resp.: Cleverson Luiz dos Santos Vigo CRF-PE 4539

INFAN-INDÚSTRIA QUÍMICA FARMACÊUTICA NACIONAL S/A.

Rod. BR 232 – Km 136 – Bairro Agamenon Magalhães – Caruaru-PE CEP: 55.034-640

CNPJ 08.939.548/0001-03

Indústria Brasileira

Ginoflorax – Bula para o Paciente

1. PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO FOI INDICADO?

Ginoflorax® comprimido vaginal é destinado à recomposição da microbiota vaginal desequilibrada e ao tratamento da vaginose bacteriana.

2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Ginoflorax® comprimido vaginal atua sobre os germes patógenos e possui ação regularizadora da acidez vaginal.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Você não deve usar Ginoflorax® comprimido vaginal se tiver hipersensibilidade (alergia) aos componentes da fórmula.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE UTILIZAR ESTE MEDICAMENTO?

Fazer abstinência sexual durante o tratamento.

É aconselhável não realizar o tratamento durante a menstruação, pois pode ocorrer perda do produto.

O uso simultâneo de antifúngicos, antibióticos, corticosteroides e imunossupressores, orais, ou sistêmicos, ou tópicos por via vaginal, com o medicamento, pode reduzir seu efeito terapêutico.

Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Você deve guardar Ginoflorax® comprimido vaginal em temperatura ambiente, entre 15 e 30 ºC, protegido da luz e umidade.

Ginoflorax® tem validade de 18 meses, a partir da data de fabricação.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com prazo de validade vencido. Para sua segurança, mantenha o medicamento na embalagem original.

Comprimido oval, liso, isento de material estranho, de cor parda.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Caso você observe alguma mudança no aspecto do medicamento que ainda esteja no prazo de validade, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Aplicar um comprimido à noite ao deitar, durante oito dias, ou conforme orientação médica. Modo de usar:

1. Deitar-se sobre o dorso.

2. Aplicar o comprimido, utilizando o aplicador na cavidade vaginal o mais profundamente possível.

3. Colocar absorvente higiênico.

Manter abstinência sexual durante o tratamento.

Evitar o uso durante o período menstrual.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido ou aberto.

7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso você se esqueça de usar Ginoflorax® comprimido vaginal, retome a aplicação no dia seguinte. Não exceda a dose recomendada para cada dia.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Embora ainda não sejam conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas, informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Pela via indicada (vaginal) não há risco de superdosagem, considerando que o medicamento não é absorvido por essa via.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou a bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Data da bula

04/04/2017

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *