Alomide


Alomide – Bula do remédio

Alomide com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Alomide têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Alomide devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Alcon

Apresentação de Alomide

Em fr. plásticos conta-gotas c/ 5ml. Cada ml contém lodoxamida 1mg em veículo c/ manitol, hipromelose, citrato de sódio, ácido cítrico, edetato dissódico, tiloxapol, cloreto de benzalcônio e água destilada.

Alomide – Indicações

Alomide Solução Oftálmica é indicado no tratam. de sinais e sintomas oculares associados c/ certas doenças oculares alérgicas como ceratoconjuntivite primaveril, conjuntivite primaveril, ceratite primaveril e atópica. Os fatores etiológicos são desconhecidos, porém há uma relação entre os alérgenos comuns transportados pelo ar e lentes de contato. A lodoxamida pode ser eficaz contra outras doenças oculares onde a hipersensibilidade imediata tipo 1 (ou mastócitos) exerce um papel principal na resposta inflamatória.

Contra-indicações de Alomide

Alomide Solução Oftálmica é contra-indicado nas pessoas que tenham uma hipersensibilidade conhecida à lodoxamida ou a qualquer componente da fórmula.

Advertências

EXCLUSIVAMENTE PARA USO TÓPICO. O PRODUTO NÃO DEVE SER INJETADO. Não toque o conta-gotas do frasco em qualquer superfície para evitar a contaminação da solução.
PRECAUÇÕES:
Como acontece com todos os produtos que contenham cloreto de benzalcônio, os usuários de lentes de contato gelatinosas (hidrofílicas) devem abster-se de usar lentes quando estiverem em tratamento com Alomide Solução Oftálmica. As lentes podem ser usadas algumas horas após a interrupção do tratamento. A freqüência recomendada de administração não deve ser excedida.
É improvável que Alomide Solução Oftálmica possa afetar a habilidade do paciente em dirigir ou operar máquinas.

Uso na gravidez de Alomide

Os estudos de reprodução, com a trometamina de lodoxamida administrada por via oral a ratos e coelhos, não mostraram qualquer efeito do produto sobre a fertilidade ou capacidade de reprodução ou qualquer evidência de embriotoxicidade ou toxicidade pré e pós natal. Entretanto, não há estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas. Uma vez que os estudos de reprodução em animais nem sempre podem prever as respostas humanas, Alomide Solução Oftálmica não deve ser usado durante a gravidez, a menos que seu uso seja considerado indispensável.
Não se sabe se a lodoxamida é excretada no leite humano. Deve-se ter cautela quando Alomide Solução Oftálmica for administrado à mãe lactante.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Alomide

Alomide Solução Oftálmica tem sido geralmente bem tolerado. Em estudos clínicos controlados, o efeito colateral comum mais relatado foi desconforto moderado e transitório após instilação (8,7% dos pacientes), como queimação, ardor, prurido ou lacrimejamento.

Alomide – Posologia

ADULTOS E CRIANÇAS: 1 ou 2 gotas em cada olho, quatro vezes por dia, em intervalos regulares.
Os pacientes devem ser orientados que o efeito da terapia c/ Alomide Solução Oftálmica depende da sua administração em intervalos regulares, conforme recomendado.
É evidente uma melhora nos sinais e sintomas (diminuição do desconforto, prurido, sensação de corpo estranho, fotofobia, dor ocular aguda, lacrimejamento, secreção, vermelhidão/edema da conjuntiva bulbar e limbo, descamação epitelial, ptose) após alguns dias de tratam. c/ Alomide Solução Oftálmica, mas um tratam. mais prolongado por até quatro semanas é algumas vezes necessário. Quando ocorrer uma melhora sintomática, a terapia deve continuar pelo tempo necessário para manter a melhora.
A segurança e a eficácia do Alomide Solução Oftálmica em crianças abaixo de 4 anos de idade não foram estabelecidas.
Se necessário, corticosteróides podem ser usados concomitantemente c/ o Alomide Solução Oftálmica.

Alomide – Informações

Alomide (Lodoxamida 0,1%) Solução Oftálmica é uma solução isotônica, tamponada e estéril, preservada c/ cloreto de benzalcônio, para administração ocular tópica em dose múltipla.
A lodoxamida, um estabilizador de mastócito, inibe a reação de hipersensibilidade imediata tipo 1 in vivo em animais e no homem. O broncoespasmo induzido por alérgeno e a função pulmonar reduzida em macacos são prevenidos c/ tratam. c/ lodoxamida. Um aumento da permeabilidade vascular cutânea associado c/ a reagina ou IgE e reações mediadas por antígeno em ratos, macacos e humanos são inibidos c/ a terapia c/ lodoxamida. Uma reação vascular similar na conjuntiva palpebral de ratos foi inibida c/ a administração ocular tópica de lodoxamida. Pode-se, assim, antecipar que a lodoxamida será útil no tratam. de doenças oculares onde a hipersensibilidade imediata tipo 1 exerce um papel principal na patogênese.
Estudos in vitro demonstraram a habilidade da lodoxamida de estabilizar mastócitos e prevenir a liberação antígeno-específica induzida de histamina . Além disso, a lodoxamida previne a liberação de outros mediadores inflamatórios de mastócito (por ex.: SRS-A, substâncias de reação lenta de anafilaxia, também conhecidas como peptido-leucotrienos). A lodoxamida inibe a liberação in vitro da histamina ao prevenir o movimento de cálcio para o mastócito após estimulação.
Em estudos duplo-cegos, Alomide Solução Oftálmica foi mais eficaz do que o cromoglicato de sódio 2 % no tratam. de conjuntivites de natureza alérgica (primaveril, papilar gigante e as do tipo atópicas/alérgicas). Os sinais e sintomas oculares foram geralmente controlados c/ dose de 4 vezes por dia em quatorze a vinte e um dias de terapia e a melhora continuou c/ o prosseguimento do tratam.. c/ base nas avaliações do médico e do paciente, foi observado um efeito terapêutico dentro de sete dias do início do tratam.. A lodoxamida não apresenta atividade vasoconstritora intrínseca, de inibição anti-histamínica, de ciclooxigenase ou outra atividade antiinflamatória.

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *