Gastrol


Gastrol – Bula do remédio

Gastrol com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Gastrol têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Gastrol devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Luper

Apresentação de Gastrol

VIA ORAL

USO ADULTO

FÓRMULAS:

Pastilha:

Cada pastilha contém:

hidróxido de magnésio …………………………………………………..185,0 mg

carbonato de cálcio ……………………………………………………… 231,5 mg

hidróxido de alumínio …………………………………………………….178,0 mg

Excipientes…………………………q.s.p………………………………. ..1 pastilha

Suspensão oral:

Cada mL contém:

hidróxido de magnésio …………………………………………………. 125,0 mg

carbonato de cálcio ……………………………………………………….. 50,0 mg

hidróxido de alumínio……………………………………………………. 180,0 mg

Excipientes……………………………q.s.p……………………………………..1 mL

Gastrol – Indicações

Como antiácido no tratamento sintomático da hiperacidez gástrica e suas complicações na

úlcera péptica.

Contra-indicações de Gastrol

Insuficiência renal. Tratamento simultâneo com Aureomicina. Pacientes que apresentem

hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Advertências

O hidróxido de magnésio, assim como outros sais de magnésio na presença de insuficiência

renal, pode causar depressão do sistema nervoso central. O hidróxido de alumínio, na

vigência de dietas hipofosforadas, pode provocar uma deficiência de fósforo.

?Informe ao médico ou cirurgião dentista o aparecimento de reações indesejáveis.?

?Informe o médico ou cirurgião dentista se você está fazendo uso de algum outro

medicamento.?

Interações medicamentosas de Gastrol

Os antiácidos podem interagir com outros medicamentos pelo aumento do pH gástrico

alterando a desintegração, dissolução, solubilidade, ionização e tempo de esvaziamento

gástrico. A absorção de fármacos fracamente ácidos é diminuída, resultando possivelmente

em diminuição do efeito do fármaco (por exemplo: digoxina, fenitoína, clorpromazina e

isoniazida).

A absorção de fármacos fracamente básicos é aumentada resultando possivelmente em

toxicidade ou reações adversas (por ex: pseudoefedrina e levodopa). Os antiácidos podem

interagir também pela adsorção ou ligação aos fármacos em sua superfície resultando em

diminuição na biodisponibilidade (por ex: Tetraciclina). O hidróxido de magnésio tem uma

maior habilidade para absorver fármacos enquanto o hidróxido de alumínio tem uma

habilidade intermediária. Os antiácidos podem diminuir o pH urinário afetando o nível de

eliminação dos fármacos. O efeito é a inibição da excreção de fármacos básicos (por ex:

quinidina e anfetaminas) e aumento da excreção de fármacos ácidos (por ex: salicilatos). As

interações podem ser minimizadas dando um intervalo entre 2 a 3 horas entre administração

do antiácido e a do outro medicamento. A absorção do hidróxido de alumínio no trato

gastrintestinal pode ser aumentada se este é administrado concomitantemente com citratos

ou ácidos ascórbicos. Desta forma pacientes com insuficiência renal devem evitar o uso

concomitante dessas substâncias com compostos de alumínio.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Gastrol

Antiácidos contendo magnésio podem ter um efeito laxativo podendo

causar diarréia, já antiácidos contendo alumínio podem causar constipação podendo levar a

obstrução intestinal.

A mistura magnésio/alumínio contida nos antiácidos é utilizada para evitar a alteração na

função intestinal.

Características farmacológicas

O HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO possui excelente capacidade de neutralização e o íon de

magnésio é dificilmente absorvido.

Os sais de magnésio promovem um efeito laxativo que contrabalança a tendência do

hidróxido de alumínio causar constipação.

O CARBONATO DE CÁLCIO é utilizado como antiácido gástrico.

? É classificado como antiácido não sistêmico pelo fato de não produzir alcalose.

? Como ácido clorídrico no estômago, forma cloreto de cálcio e em seguida, reage com

bicarbonato de sódio no tubo intestinal formando o carbonato de cálcio. Por ser antiácido

efetivo, o carbonato de cálcio alivia a dor da úlcera gástrica e duodenal, protegendo a

mucosa do estômago e revelando maior atividade antiácida. O emprego do carbonato de

cálcio (revestido), confere ao produto excelente textura e paladar, perfeitamente tolerados

por pacientes que necessitam usá-lo por períodos prolongados, possuindo ação demulcente.

O HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO é comprovadamente um dos mais efetivos

neutralizadores do ácido clorídrico.

? Por não ser absorvido, não ocasiona alcalose sistêmica a exemplo do que acontece com

algumas substâncias.

? Reage com o ácido clorídrico do estômago, neutralizando-o e formando o cloreto de

alumínio, o qual reage com as secreções alcalinas do intestino, produzindo sais básicos de

alumínio. Uma propriedade do hidróxido de alumínio, responsável por parte da ação

benéfica na úlcera péptica é a capacidade para inativar a pepsina do suco gástrico.

Modo de usar

Modo de usar: Via oral

Pastilha: 1 a 2 pastilhas ao dia ou a critério médico.

Suspensão oral: Uma a duas colheres das de sobremesa (10 a 20 mL) meia ou uma hora

após às refeições e à noite, ao deitar-se. A dosagem poderá ser aumentada ou reduzida, de

acordo com as necessidades em casos de úlceras pépticas ou a critério médico.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Insuficiência renal. Tratamento simultâneo com aureomicina. Pacientes que apresentem

hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Armazenagem

Conservar em local fresco e seco. Proteger da luz direta e umidade.

Dizeres legais

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reg. MS – 1.0404.0057

Farm. Resp: Christian Gregory Burgos de Menezes

CRF-SP nº 30.098

Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800 551066

Nº do lote, Data de Fabricação, Data de Validade: Vide cartucho.

LUPER INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA.

Av. Francisco Samuel Lucchesi Filho, 1039-A ? Bragança Paulista – SP

CEP: 12929-600 ? CNPJ: 61.299.111/0001-35 ? INDÚSTRIA BRASILEIRA

Gastrol – Bula para o Paciente

AÇÃO ESPERADA DO MEDICAMENTO:

Gastrol® efervescente é uma associação de 3 compostos de ação antiácida, indicados

na redução da hiperacidez gástrica e no alívio da úlcera péptica.

CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO:

Conservar em local fresco e seco. Proteger da luz direta e umidade.

GRAVIDEZ E LACTAÇÃO:

?Este medicamento pode ser usado durante a gravidez, desde que sob prescrição médica?.

?Informar seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu

término?.

?Informar ao médico se está amamentando?.

CUIDADOS DE ADMINISTRAÇÃO:

?Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do

tratamento?.

REAÇÕES ADVERSAS:

Antiácidos contendo magnésio podem ter um efeito laxativo podendo causar diarréias e

cólicas, já antiácidos contendo alumínio podem causar constipação podendo levar a

obstrução intestinal. A mistura magnésio/alumínio contida nos antiácidos é utilizada para

evitar a alteração na função intestinal.

?Informe seu médico o aparecimento de reações indesejáveis?.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS

CRIANÇAS.

Risco de automedicação

?NÃO TOME MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE

SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.?

?Durante o tratamento, recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas.?

CONTRAINDICAÇÕES E PRECAUÇÕES:

Insuficiência renal. Tratamento simultâneo com aureomicina. Pacientes que apresentem

hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Para Gastrol sabor abacaxi e limão, favor observar a seguinte menção:

Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações

de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas

alérgicas ao ácido acetilsalicílico.

Data da bula

26/10/2011

4Medic

4Medic

As informações publicadas no site são elaboradas por redatores terceirizados não profissionais da saúde. Este site se compromete a publicar informações de fontes segura. Todos os artigos são baseados em artigos científicos, devidamente embasados.