Corgard


Corgard – Bula do remédio

Corgard com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Corgard têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Corgard devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Aviso importante

Todas as bulas constantes em nosso portal são meramente informativas. Em caso de dúvidas quanto ao conteúdo de algum medicamento, procure orientação de seu médico ou farmacêutico.

A 4Medic não vende nenhum tipo de medicamento

Laboratório

Bristol

Apresentação de Corgard

Corgard 4O mg apres. em comp. de 40 mg em placa-bl. c/ 30 comp.
Corgard 😯 mg apres. em comp. divisíveis de 80 mg, em placa-bl. c/ 20 comp.

Corgard – Indicações

Angina do peito : Corgard é indicado para o tratamento a longo prazo dos pacientes c/ angina do peito. Arritmias e Prolapso da válvula mitral : Corgard é indicado no tratamento das taquiarritmias cardíacas relacionadas c/ hiperestimulação simpática e no tratamento do prolapso da válvula mitral. Hipertensão : Corgard é indicado para o tratamento da hipertensão; pode-se usá-lo isoladamente ou em associação c/ outros agentes anti-hipertensivos, especialmente diuréticos tiazídicos. Enxaqueca : Corgard é indicado para o tratamento profilático da enxaqueca. (O nadolol não é indicado para o tratamento de enxaqueca estabelecida.) Hipertireoidismo (Tireotoxicose) : Corgard é indicado para o tratamento sintomático do hipertireoidismo e para o preparo pré-operatório de pacientes c/ hipertireoidismo para tireoidectomia. Deve ser usado associado à terapia antitireoidiana convencional.

Contra-indicações de Corgard

O nadolol é contra-indicado em pacientes c/ asma brônquica, bradicardia sinusal, bloqueio da condução maior que o de primeiro grau, choque cardiogênico e insuficiência cardíaca manifesta (vide ADVERTÊNCIAS).

Reações adversas / Efeitos colaterais de Corgard

Cardiovasculares Bradicardia c/ frequência cardíaca menor do que 60 batimentos por minuto ocorre comumente e frequência cardíaca abaixo de 40 batimentos por minuto e/ou bradicardia sintomática foram observados em cerca de 2% dos pacientes. Sintomas de insuficiência vasoperiférica, normalmente do tipo Raynaud ocorrem em aproximadamente 2% dos pacientes. Falência cardíaca, hipotensão e alterações do ritmo cardíaco ocorrem em 1% dos pacientes.

O aparecimento isolado de bloqueio cardíaco de primeiro e terceiro grau tem sido relatado; intensificação do bloqueio AV é um efeito conhecido dos beta-bloqueadores. Sistema Nervoso Central Relata-se tontura ou fadiga em cerca de 2% dos pacientes; parestesias, sedação e alteração do comportamento foram, cada uma delas, relatadas em cerca de 0,6% dos pacientes. Respiratórias Relata-se broncoespasmo em aproximadamente 0,1% dos pacientes.

Gastrintestinais Náusea, diarréia, desconforto abdominal, constipação, vômito, indigestão, anorexia, edema e flatulência foram registrados em 0,1 a 0,5% dos pacientes. Hematológicas Agranulocitose, trombocitopenia e púrpura não trombocitopênica. Alérgicas Febre combinada c/ irritação da orofaringe, laringoespasmo, dificuldade respiratória. Diversas Cada uma das seguintes reações foram relatadas por 0,1 a 0,5% dos pacientes : erupção cutânea; prurido; cefaléia; boca, olhos ou pele seca; impotência ou diminuição da libido; edema facial; aumento de peso; voz pastosa; tosse; obstrução nasal; sudorese; visão borrada; zumbido no ouvido. Relata-se alopécia reversível raramente.

Os eventos listados a seguir também ocorreram c/ a administração de nadolol e/ou outros agentes bloqueadores beta-adrenérgicos; entretanto, não se estabeleceu nenhuma relação causal para c/ o nadolol : Sistema Nervoso Central – depressão reversível progredindo para catatonia, distúrbios visuais, alucinações, síndrome aguda reversível caracterizada por desorientação de tempo e lugar, perda da memória recente, labilidade emocional, diminuição da percepção sensorial e diminuição da performance em testes neuropsicológicos. Gastrintestinais – trombose arterial mesentérica, colite isquêmica, elevação das enzimas hepáticas. Hematológicas – agranulocitose, púrpura trombocitopênica ou não-trombocitopênica. Alérgicas – febre associada à dor-de-garganta e garganta inflamada, laringoespasmo, dificuldade respiratória. Diversas – erupções penfigóides, reações hipertensivas em pacientes c/ feocromocitoma, distúrbios do sono, doença de Peyronie.

Corgard – Posologia

A dosagem deve ser individualizada. Corgard pode ser administrado sem guardar relação c/ as refeições. Angina do Peito A dose inicial habitual é de 40 mg de Corgard uma vez ao dia. A dosagem pode ser aumentada gradativamente em incrementos de 40 a 80 mg em intervalos de 3 a 7 dias.

A utilidade e segurança na angina do peito de uma dosagem maior que 240 mg/dia não foram estabelecidas. Arritmias e Prolapso da válvula mitral A dose inicial é de 40 mg uma vez ao dia, que pode ser aumentada, se necessário, para 160 mg uma vez ao dia. Doses menores têm se mostrado eficientes no controle do prolapso da válvula mitral. Se ocorrer bradicardia, a dose deverá ser reduzida para 40 mg uma vez ao dia. Hipertensão

A dose inicial é de 40 mg de nadolol uma vez ao dia, como agente único ou associado à diureticoterapia. A dose pode ser gradativamente aumentada em incrementos de 40 a 80 mg até se obter uma redução ótima da pressão arterial. Doses de até 240 ou 320 mg administrados uma vez ao dia podem ser necessárias. Enxaqueca A dose inicial de Corgard é de 40 a 80 mg/dia; a dose de manutenção é de 80 a 160 mg/dia.

Hipertireoidismo (Tireotoxicose) Faixa de dosagem : 80 – 160 mg/dia. O nadolol deverá ser administrado pela manhã na ocasião da cirurgia. No pós-operatório, a dosagem de nadolol deve ser pouco a pouco reduzida e, então, retirada uma vez que o paciente esteja estabilizado. Idosos Pode ser apropriada uma redução na dosagem para pacientes idosos, já que a função renal diminuída é uma consequência fisiológica da idade.

Crianças A segurança e a eficácia não foi estabelecida. Ajuste de dosagem na Insuficiência Renal O nadolol é excretado inalterado principalmente pelos rins. Os seguintes ajustes de dose são recomendados em pacientes c/ insuficiência renal :

-Clearance- de Creatinina (ml/min/1,73m2)
Intervalo de Dosagem
(horas)

40 – 60
10 – 30 -> 24 – 48
31 – 50 -> 24 – 36
> 50 -> 24

4Medic

4Medic

4Medic é uma empresa especializada em gestão de clinicas e consultórios médico. Que fornece diariamente notícias sobre a área de saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *